Digital clock

domingo, 12 de março de 2017

Após investigar a Bíblia, ateu se convence de que ela é a Palavra de Deus

Sem acreditar em Deus, um advogado ateu foi desafiado por um amigo a investigar a Bíblia e procurar provas de que Jesus Cristo realmente é o Filho de Deus. Ele ficou surpreso com a precisão histórica dos textos bíblicos e a inerrância das profecias acerca de Cristo

 
1
Um fato inusitado para o os ateus e céticos, mas comum no meio cristão, são ateus se converterem ao cristianismo após decidirem estudar os fatos históricos e proféticos da Bíblia Sagrada minuciosamente. Foi o que aconteceu, por exemplo, com C.S Lewis, autor de “As Crônicas de Nárnia” e outras obras, considerado o maior apologeta cristão do século XX. Com o advogado ateu David Limbaugh também não foi diferente. Desafiado a investigar a Bíblia, ele terminou se convencendo de que ela realmente é a Palavra de Deus.
David nasceu em um lar cristão, mas como muitos jovens, ao chegar na faculdade teve muitas dúvidas sobre a veracidade acerca de Deus. Ele conta que uma das dúvidas que mais lhe incomodou foi o que C.S Lewis chamou de “O Problema do Sofrimento”, dando título a mais uma de suas excelentes obras. Mas, ao que parece, David além de não compreender bem a teologia cristã, não teve acesso a obras de apologetas como Lewis.
Já convencido de que Jesus não era o filho de Deus, David foi desafiado por um amigo a utilizar suas habilidades como advogado para investigar a Bíblia. Ele ficou estarrecido quando seu amigo mostrou que as “diferentes seções do Velho Testamento estavam ligadas ao Novo”, de forma que apesar dos séculos de distância na elaboração entre uma e outra, a unidade temática possuía uma coerência tão precisa que seria impossível ter sido fruto da imaginação humana.
“A partir daí eu fiquei maravilhado com a unidade das escrituras. Como você pode negar o aspecto sobrenatural? Quando vi os detalhes específicos previstos em Miquéias 5:2, a própria cidade em que Jesus nasceria, detalhes sobre sua crucificação, eu não podia mais negar que estava segurando na minha mão a Palavra de Deus, que tomou um significado completamente diferente, e também mudou a vida”, disse David em uma publicação.

Como advogado investigativo, David não se impressionou apenas com a unidade temática das Escrituras, mas com a precisão infalível das suas profecias, algo que a ciência nunca foi capaz de refutar.
Na obra “Evidências que Exigem um Veredito“, o autor Josh Mcdowell lista diversos acontecimentos históricos que confirmam os textos bíblicos proféticos acerca da vida de Jesus Cristo, por exemplo, tanto no novo quanto no Antigo Testamento. Sem dúvida, essa é uma obra que deve estar na lista de livros do agora ex-ateu David Limbaugh, assim como na de todo cristão interessado em compreender melhor a “razão da esperança que há em nós”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário