Digital clock

domingo, 25 de maio de 2014

O Labirinto da Vida (1)

Posted by DENIS FROTA (BenneDen) on May 11, 2013 at 12:00 PM Comments comments (0)

A vida é um labirinto de caminhos, oportunidades, desafios e possibilidades, com conexões diretas com o nosso futuro. Decisões sábias possibilitam avanços seguros na construção de nossa história.  BenneDen

O início da vida cristã pode ser envolvido de sonhos e otimismo, porque sentimos que estamos fadados ao sucesso contínuo. Mas, à medida que avançamos, percebemos que a realidade é bem diferente. Quando paramos para refletir sobre o caminho percorrido, às vezes percebemos que nos últimos tempos não estamos nos sentindo muito seguros a respeito da direção que escolhemos.

Muitos que começaram um serviço cristão com grande entusiasmo vivem hoje com a preocupante sensação de que estão seguindo por um caminho que não os levará exatamente ao lugar desejado; outros estão cansados e perdidos no labirinto da vida.


Se não buscarmos as respostas certas para estas questões, podemos cair no erro de deixar as coisas como estão, seguindo o curso natural do tempo. Todavia, teremos que conviver com uma enorme angústia existencial à medida que seguirmos por um caminho que parece não levar a lugar nenhum. Reprimir os sentimentos também não oferece solução, nem mesmo alívio de consciência, apenas confirma nossa prisão nessa trajetória confusa e insegura, cuja direção não será mudada, a não ser que encontremos a verdadeira resposta.

Diante das respostas certas será possível fazermos algo que permita o nosso retorno ao centro da vontade de Deus e, conseqüentemente, nosso destino seja vislumbrado como um apaixonante desafio, até que nossos esforços sejam coroados de frutificação e satisfação pessoal.


Existe algum tipo de conhecimento específico que o servo de Deus deve aprender e alguma atitude que possa tomar para que seu crescimento espiritual seja marcado pela frutificação e satisfação pessoal? Cremos que sim!
Existe um bom número de respostas ajustáveis à pergunta acima, mas, antes de apresentarmos o que identificamos como condições fundamentais para um ministério cristão bem-sucedido é importante termos consciência de que na vida os problemas, desafios e fracassos são inevitáveis; o modo que escolhemos para lidar com eles é que fará a diferença. Pesquisas sérias afirmam que 90% dos que fracassam não são de fato pessoas derrotadas. Elas simplesmente desistem. O sucesso das pessoas é muito mais fruto de suas atitudes do que o resultado das circunstâncias.

Alguém pode dizer que a nossa realidade é a pior de todas as épocas e que os tempos são difíceis, que os nossos problemas são diferentes e coisas afins, mas, a verdade é que nenhuma sociedade desenvolveu homens valentes em tempos de paz. As situações difíceis parecem servir de instrumento para despertar grande líderes e grandes mudanças.


Faça agora uma reavaliação total da direção que sua vida e seu ministério tomaram ao longo dos últimos anos:

Que realizações e conquistas foram obtidas até agora?
A frutificação de seu ministério é seguida pela realização pessoal?


O que distingue os discípulos extraordinários dos que simplesmente desejam ser, não é o dinheiro, Q.I. elevado, ou sorte, mas a presença de 3 condições fundamentais para um ministério bem-sucedido. Observa-se entre o povo de Deus, que há três semelhanças surpreendentes entre pessoas diferentes que alcançaram o triunfo ministerial.


1. As pessoas que alcançaram um ministério de sucesso e de satisfação pessoal seguiram pela trajetória da vocação, de um chamado específico de Deus para suas vidas;

2. Essas pessoas não estacionaram diante de um mundo em constante transformação, nem se limitaram aos seus dons e habilidades, mas aprenderam mais e desenvolveram continuamente novas aptidões;

3. Todas as pessoas que enfrentaram voltas e reviravoltas em seus ministérios, souberam manter-se cada vez mais próximas do alvo, renovando as forças em Deus, reinventando-se a cada dia, agregando colaboradores fiéis e talentosos, com novas estratégias e atitudes em direção ao propósito de suas vocações.


Pense nisso!
Shalom Adonai, Baruk Há Shem!

Marcha das Vadias enfrenta o frio para protestar contra abusos sexuais


São Paulo, 24 mai (EFE).- A tradicional Marcha das Vadias reuniu cerca de 500 pessoas no sábado, 24, na Avenida Paulista para protestar contra os abusos e ataques sexuais às mulheres.


Marcha das Vadias enfrenta o frio para protestar contra abusos sexuaisSem se importar com o frio e a forte chuva, ativistas e simpatizantes do coletivo da Marcha das Vadias se concentraram no vão do livre Museu de Arte de São Paulo (MASP) e depois marcharam por toda a Paulista até a praça Roosevelt.
Muitas das ativistas desfilaram com os seios descobertos e o corpo pintado e algumas cobriram seus rostos com camisas e máscaras.
Durante a passeata se destacaram cartazes com frases como "Por uma sociedade livre de machismo", "Nem santas, nem putas: Mulheres", "Quem se cala não consente" e "Meu corpo, minhas regras. Machistas não passarão", entre outros.
Um grupo de mulheres percussionistas animou a marcha e, ao som de seus tambores, pedia: "Veem para a rua contra o machismo".
A organização esperava a participação de pelo menos três mil ativistas, segundo foi divulgado durante a semana nas redes sociais.
Segundo o coletivo, sete de cada dez mulheres que sofreram violência sexual tiveram como agressores pessoas conhecidas ou da própria família.
A marcha terminou antes de outra programada no centro da cidade convocada novamente por outros coletivos que protestam contra os altos gastos públicos na Copa do Mundo.
De acordo com a Polícia Militar de São Paulo, o protesto contra o Mundial reuniu cerca 250 pessoas nos arredores da Catedral da Sé. EFE

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Papa Francisco e presidente de Israel reuniram meia hora


Papa Francisco e presidente de Israel reuniram meia hora

Papa Francisco e presidente de Israel reuniram meia hora
Shimon Peres recebido no Vaticano pelo Papa Francisco
 
O Papa Francisco e Shimon Peres estiveram reunidos a sós durante cerca de meia hora. Depois do encontro, o presidente israelita reuniu-se com o secretário de Estado, cardeal Tarcísio Bertone, e o "ministro dos Negócios Estrangeiros", arcebispo Dominique Mamberti.
A Santa Sé especificou, em comunicado, que durante "os amigáveis colóquios" foi discutida a situação política e social no Médio Oriente, "onde permanecem não poucos conflitos".
No caso concreto do conflito israelo-palestinano, foi desejada "um rápido regresso às negociações entre israelitas e palestinianos, para que, com decisões valentes e disponibilidade de ambas as partes, bem como com o apoio da comunidade internacional, se possa alcançar um acordo respeitador das legítimas aspirações dos dois povos e assim contribuir para a paz e a estabilidade da região", ainda segundo o Vaticano.
O Papa e Peres falaram também de Jerusalém, da Síria, do antissemitismo no mundo, das relações entre o Estado de Israel e a Santa Sé e entre as autoridades israelitas e as comunidades católicas locais, do estatuto da Igreja Católica em Israel, onde não tem personalidade jurídica, da devolução de propriedades que a Santa Sé reclama e da extensão da isenção do pagamento de impostos dos lugares de culto às estruturas católicas.
Sobre a Síria, Francisco e Peres expressaram "preocupação" pelo conflito e defenderam "uma solução política que privilegie a lógica da reconciliação e do diálogo"

sábado, 17 de maio de 2014

Pastor lista oito motivos para não ir ao Templo de Salomão da Igreja Universal: “As pessoas vão cultuar espaços físicos no lugar de Deus”; Confira

Pastor lista oito motivos para não ir ao Templo de Salomão da Igreja Universal: “As pessoas vão cultuar espaços físicos no lugar de Deus”; Confira


A Igreja Universal anunciou que a inauguração do Templo de Salomão acontecerá no dia 31 de julho, e muitas caravanas de fiéis da denominação já agendam a visita ao espaço, que custou mais de R$ 400 milhões.
Um guia de regras foi divulgado pela Universal para os interessados em participar das reuniões no local, e há a exigência de se vestir socialmente, além de ser proibido o uso de câmeras e celulares dentro do megatemplo.
A construção levou 4 anos para ser concluída, e conta com pedras trazidas de Hebrom, em Israel, a antiga capital do reino de Davi. O prédio é uma réplica aumentada do templo construído pelo rei Salomão, e tem 55 metros de altura, 126 metros de comprimento e 104 metros de largura.
Em seu blog, o pastor e teólogo Bruno dos Santos elencou uma lista de oito motivos para não visitar o megatemplo que será a nova sede da Igreja Universal do Reino de Deus. “Pela grandiosidade, este templo é mais uma obra faraônica do que cristã”, pontuou.
Na lista de motivos, Santos aponta como o primeiro a grande possibilidade de o local se tornar objeto de idolatria: “As pessoas vão cultuar espaços físicos no lugar de Deus”, disse o pastor.
Citando a organização de caravanas feitas pela própria Universal, o pastor apontou o segundo motivo para não ir ao Templo de Salomão: “Haverá peregrinações como se fosse um lugar sagrado”, emendando com o terceiro: “Se criará mais um fomento do mercado religioso brasileiro”
O quarto motivo para não ir ao megatemplo está ligado com o sincretismo religioso: “Voltar a ‘adorar’ a simbologia do Antigo Testamento é um retrocesso da fé cristã”, pontuou. “Apesar da afirmação ‘Feito para a glória de Deus’, o templo de Salomão não servirá ao pobre, à viúva, ao necessitado, ao desalojado e ao órfão, mas todas as pessoas servirão o templo e sustentarão seus gastos”, disse o pastor, listando o quinto motivo.
Bruno dos Santos lembrou que “Deus não está em templos feitos por mãos humanas, mas habita em pessoas através do seu Espírito” e acrescentou: “Os cristãos são o verdadeiro templo do Espírito de Deus (At 17:24)”.
O sétimo motivo é que “a obra abrigará a tumba da família Macedo”, e o oitavo motivo é que os judeus consideram a construção do Templo de Salomão como “uma usurpação à fé alheia”

Ex-integrante do Boko Haram revela detalhes da perseguição religiosa na Nigéria: “O plano é matar todos os cristãos”

Ex-integrante do Boko Haram revela detalhes da perseguição religiosa na Nigéria: “O plano é matar todos os cristãos”

Isiaku Nasir, um ex-integrante do grupo extremista islâmico Boko Haram, revelou detalhes da forma como os terroristas são treinados e motivados a praticarem atentados contra cristãos na Nigéria.
Nascido em Gusau, no Estado de Zamfara, Nasir se tornou integrante do Shitte, um grupo aliado do Boko Haram, e passou por treinamento no Irã, além de aprender a língua árabe, e revelou que os líderes dos grupos anti-cristãos submetem os adeptos de sua causa a uma lavagem cerebral.
“Nossos líderes nos ensinaram que quanto mais matássemos cristãos, mais provável seria que nós entrássemos no paraíso [...] Algumas formas de treinamento eram muito raras. Bebemos uma água especial, alguns chamariam de ‘água espiritual’, porque não era uma água comum. Também recebemos visitantes estranhos, não como seres humanos, mas em manifestação de formas raras. Nossos líderes nos pediam que recitássemos algumas passagens do alcorão para fazer esses seres aparecem”, contou Nasir, de acordo com informações do Minuto Digital.
O plano do Boko Haram é a instalação de um estado islâmico na Nigéria, e a ideia é exterminar os cristãos do país: “Nós tínhamos planejado matar todos os cristãos em Kaduna, antes de seguir para o Norte. Antes de cada operação, bebíamos da água espiritual, e nos tornávamos ansiosos para cometer o mal”, relatou.
A estrutura dos grupos radicais é complexa e organizada, segundo Nasir, que explicou a hierarquia do Boko Haram e seus aliados: “Eu costumava ser uma das mãos mais confiança no grupo, porque eu era um seguidor muito obediente e leal. Eu tinha meu próprio escritório secreto onde recebia delegados de nossos patrocinadores. Sempre que o nosso líder não estava por perto, era lá que eu atendia às necessidades de qualquer um dos nossos membros”.
No tempo em que esteve envolvido com as ações de perseguição religiosa e terrorismo, Nasir participou diretamente de muitas mortes, e contou com detalhes a crença em torno do ritual de execução dos cristãos: “Eu não me lembro de quantas pessoas eu matei. Pegávamos nossas armas para atirar nas pernas. Quando perguntávamos a uma vítima ‘Você quer ser muçulmano?’ e a resposta era ‘não’, nós a degolávamos como uma cabra. E depois de matar os ‘infiéis’, coletávamos seu sangue em um copo pequeno e bebíamos. Assim, o fantasma cruel daquela pessoa não poderia assombrar nossos sonhos. Isso é o que o chefe dizia. E, de fato, se tivéssemos testado o seu sangue, não os víamos em nossos sonhos. Às vezes, quando eu não queria beber o sangue, molhava os dedos nele e então untávamos os lábios, e isso era suficiente para que o fantasma viesse atrás de nós em nossos sonhos”.
Atualmente, a grande empreitada do Boko Haram contra os cristãos envolve o sequestro de quase 300 meninas, que foram levadas de escolas e vilarejos onde a maioria é cristã. Os Estados Unidos tem oferecido apoio ao governo nigeriano para tentar localizar as adolescentes.

“Bebê milagre” cai de onze andares e sobrevive; “É um verdadeiro presente de Deus”, dizem médicos

“Bebê milagre” cai de onze andares e sobrevive; “É um verdadeiro presente de Deus”, dizem médicos

Um acidente em que a sobrevivência parecia improvável transformou um bebê de 1 ano e 3 meses numa pessoa agraciada com um milagre. Num momento de distração dos pais, o menino Musa Dayib caiu da varanda no 11º andar e sobreviveu apenas com hematomas e pequenos traumas.
“Se você e eu caíssemos dessa altura, estaríamos mortos”, disse Tina Slusher, responsável pela Unidade de Terapia Intensiva Pediátrica no Hennepin County Medical Center. “Ele é um bebê e eles tendem a ser mais flexíveis e maleáveis do que você e eu. Dito isto, é um verdadeiro presente de Deus que ele tenha sobrevivido, porque isso é uma enorme queda”, acrescentou.
O menino caiu da varanda do apartamento da família por volta das 20h00 do último domingo, e os vizinhos acionaram a ambulância que o socorreu. “Quando as pessoas descobriram que ele sobreviveu, ninguém conseguia acreditar”, afirmou um dos moradores, Abdirizak Bihi, que passou parte da segunda-feira no hospital acompanhando a família.
De acordo com informações do Star Tribune, os pais já foram informados que o bebê vai sobreviver, mas eles continuam em estado de choque. “Estou mais preocupada com os pais. Eles estão arrasados. Eles não podem nem falar”, disse Tina.
O hospital divulgou um comunicado em que os pais agradecem as “orações contínuas por Musa e sua família neste momento”.

Casal cristão é multado e ameaçado de prisão por alimentar moradores de rua

Casal cristão é multado e ameaçado de prisão por alimentar moradores de rua

Um casal cristão foi multado em US$ 700 e ameaçado de prisão por desenvolver um trabalho social de ajuda a moradores de rua na cidade de Daytona, na Flórida. Aposentados, Debbie e Chico Jimenez serviam refeições a moradores de rua, e foram avisados pela Polícia de que não poderiam continuar com a ação.
O casal e outros quatro voluntários serviam cachorro-quente, macarrão, frango e outros alimentos básicos para os sem-teto quando foram autuados e aconselhados a interromperem o serviço, a fim de evitar que fossem presos.
“Nós estamos indo para o tribunal”, afirmou Debbie Jimenez, 52 anos, ex-gerente de loja de autopeças, numa entrevista à NBC News. “A polícia não gostou. Mas como podemos virar as costas para a fome? Nós não podemos”, acrescentou.
O chefe de polícia de Daytona, Mike Chitwood, disse à NBC que o casal tinha sido advertido, e que os moradores se queixam que os sem-teto defecam e urinam no parque, e que a situação havia ficado fora de controle.
Mesmo com a ameaça de prisão, o casal pretende seguir oferecendo refeições aos moradores de rua, e formaram um grupo no Facebook para conquistar apoio de pessoas que se identificam com o trabalho e que têm interesse em solucionar o problema.

Mulher grávida é condenada à morte por enforcamento no Sudão por ter se casado com cristão

Mulher grávida é condenada à morte por enforcamento no Sudão por ter se casado com cristão

Uma mulher foi condenada à morte no Sudão por apostasia ao islamismo depois que se casou com um cristão e engravidou.
Um tribunal estadual no norte do país, que tem maioria muçulmana e é regido pela lei islâmica, sharia, condenou a gestante de oito meses à morte. Maryam Yahya Ibrahim casou-se com um cristão no país vizinho, Sudão do Sul.
A Anistia Internacional afirmou que ela havia sido criada como uma cristã ortodoxa, assim como sua mãe. No entanto, as autoridades sudanesas a consideram muçulmana, porque essa é a fé professada por seu pai, mesmo ele sendo ausente na infância de Maryam.
A Anistia enviou comunicado às autoridades sudanesas exigindo a libertação da mulher, porém o magistrado do tribunal rebateu o pedido dizendo que a mulher seria chicoteada antes do enforcamento, caso não se declarasse muçulmana.
“Damos três dias para ela se retratar, mas caso insista em não voltar ao islamismo, estará condenada à morte por enforcamento”, afirmou o juiz. Declarar-se muçulmana resultaria na anulação do casamento, pois a união com não-muçulmanos é proibida no islamismo.
Segundo o Protestante Digital, embaixadores de vários países e ativistas de Direitos Humanos no Sudão exortaram o governo a respeitar o direito da mulher de escolher sua própria fé, e a imprensa local tem noticiado que há a possibilidade de “misericórdia” por parte das autoridades, que poderiam protelar a execução até o bebê completar dois anos de vida.

Por não saberem interpretar a Bíblia, evangélicos brasileiros estão se tornando carismáticos

Noticia Gospel Por não saberem interpretar a Bíblia, evangélicos brasileiros estão se tornando carismáticos

Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo. (2 Pedro 1:20-21)

No evageliquês brasileiro, não foi difícil encontrar certos comentários nos blogs reformados, em que aquele que comenta pergunta coisas como “quantas almas já ganhou para Cristo” , “fale de uma coisa que você conhece” , “não toque no ungido de Deus” ou “você é um frustrado que nunca falou em línguas ou não possuí dom de profecia” , etc. Os artigos que geraram tais comentários são aqueles que falam algo sobre megapastores “ungidos” de nossa atualidade, ou que falam sobre monergismo e sinergismo, calvinismo, dom espirituais. As agressões que esses comentários contém são as mais absurdas e demonstram a falta de leitura da bíblia e em função disto, uma conseqüente interpretação pessoal acerca de assuntos tratados no Santo Livro.
Infelizmente as interpretações pessoais são bastante freqüentes em tudo e todos que se usam o termo “evangélico” ao nosso redor. Não se faz uma análise acurada e tudo o que chega aos nossos ouvidos com o nome de origem cristã, logo é tida como “ah, se é de Deus…”. Assim, cada vez mais os evangélicos brasileiros aceitam o que quer que sejam em detrimento às Sagradas Escrituras simplesmente por fazer pouco uso delas, tornando-se cada vez mais carismáticos.
“Apesar de vários desejarem atribuir à Bíblia uma posição destacada de autoridade em sua vida, as Escrituras, com muita freqüência, ocupam segundo lugar em definir o que eles crêem (o primeiro é a experiência)” 1
A fundamentação da fé cristã deve ser o ponto de partida para toda e qualquer experiência vivida e não as experiências fundamentando a fé, do contrário é negligencia a Palavra de Deus. Contudo, não parece existir um limite para a criatividade do religioso povo brasileiro que passa desde revelações em sonhos, palavras proféticas e etc. até chegar no quase culto a símbolos ou objetos (as meias e rosas ungidas, os copos com água em cima da TV, novas unções, apostolados etc.). Essa falta de limite tem destruído, até certo ponto, a possibilidade de um crescimento qualitativo do cristianismo no Brasil, aliás, se é que podemos chamar de cristianismo certas práticas neopentecostais.
Talvez a maior causa de todo a desordem teológica que temos vivido hoje seja fruto da desordem quando se ‘estuda’ a Bíblia. Primeiro se lê um texto isolado, que contenha alguma afirmação que sirva para o que se acha, depois ao seu bel prazer explicar a passagem como se ela fosse uma alegoria de carnaval bem enfeitada e que chega até a ser desejável a medida que a aplicação da palavra aumenta a emoção em 1000% e afaga o ego de quem ouve. Triste realidade! A alegorização das Escrituras tem o mal de fazer muitos seguidores famintos em ouvir que Deus esqueceu-se da justiça e passou a ser somente misericordioso, tão lastimável que muitos passam a crer em qualquer outro ser, menos no Deus verdadeiro.
Por fim, o evangelho relativizado, mal interpretado e mal exposto é , digamos, “o mal do século” para o cristianismo, de forma que as pessoas não se vêem mais como pecadoras nem muito menos reconhecem a dependência de Deus para todo e qualquer propósito de vida.
As interpretações particulares da Escritura Sagrada lamentavelmente constituem, em nossos dias, a forma moderna de se apostatar da genuína fé, pois as experiências não podem ser validas em si mesmas e nem opiniões próprias constituem a verdade revelada por Deus, mas sim a inerrante Palavra de Deus devidamente estudada, corretamente interpretada (não pelo que creio, mas pelo que o Espírito da Verdade revelar) e coerentemente exposta. É o evangelho que mostra ao homem a sua condição diante de Deus e não o homem que condiciona o evangelho a ser o que ele imagina que é, diante de Deus.