Digital clock

sexta-feira, 29 de março de 2013

Deve o vinho ou suco de uva ser usado para a santa ceia?




Pergunta: "Deve o vinho ou suco de uva ser usado para a santa ceia?"

Resposta:
Se é aceitável servir (e/ou receber) vinho durante a santa ceia é um debate válido entre os cristãos. Ao examinarmos o assunto, que não percamos de vista o maior problema – o que o líquido no copo representa -- o sangue derramado de nosso Senhor e Salvador que institui a Nova Aliança.

Primeiro, vamos dar uma breve olhada no assunto do vinho na Escritura. Que o vinho era consumido nos tempos do Antigo Testamento é muito claro. Primeiro vemos o seu uso (ou abuso) quando Noé ficou bêbado e deitou-se sem roupas na sua tenda (Gênesis 9:21). Mais tarde, vemos o rei Melquisedeque servindo vinho para Abrão (Gênesis 14:17-18). Em Êxodo 29:40, Deus ordena o uso do vinho como parte do sistema sacrificial. Quando Davi foi proclamado rei, os seus homens festejaram por três dias com comida e vinho (1 Crônicas 38-40). Na verdade, o Salmo 104:15 nos diz que Deus fez o vinho que "alegra o coração do homem". Também temos a promessa de que o Senhor um dia preparará uma grande festa para o Seu povo com alimentos ricos que incluem um "vinho purificado" (Isaías 25:6).

No Novo Testamento, o primeiro milagre de Jesus foi transformar água em vinho nas bodas de Caná (João 2:1-11). E o nosso Senhor não só bebia vinho (Lucas 7:34), mas disse que iria bebê-lo no céu conosco (Mateus 26:29). Além disso, o apóstolo Paulo instruiu Timóteo a usar vinho em vez de "apenas água" para melhorar de um problema no estômago (1 Timóteo 5:23).

(Apesar das frequentes referências ao vinho na Bíblia, é claro que a embriaguez nunca é aceitável. Efésios 5:18 afirma de forma muito sucinta: "E não vos embriagueis com vinho, em que há contenda, mas enchei-vos do Espírito".)

Assim, os proponentes de beber vinho na santa ceia têm a Escritura disponível para apoiar a sua posição, e os exemplos acima (com exceção de Noé) refletem como o vinho, quando usado corretamente e com moderação, pode realmente ser uma coisa boa.

Aqueles que acham que o vinho não deve ser usado também fazem alguns argumentos convincentes e também têm referências bíblicas a citar. Veja, por exemplo, as advertências contra o vinho em Provérbios 4:17; 20:1 e 23:29-32. Em Levítico 10:9, o Senhor diz a Arão que ele e seus filhos não deviam beber vinho quando entrassem na tenda da congregação, sob pena de morte.

Vinho ou suco de uva na santa ceia? Não há nenhuma regra bíblica que seja concreta e afirme uma bebida como sendo preferível ou mais aceitável. Na verdade, as passagens que se referem à Santa Ceia nunca sequer mencionam "vinho" ou "suco de uva"; elas simplesmente se referem “ao cálice”. Entretanto, há algumas questões práticas a se considerar. Se a presença de álcool vai ser uma distração de qualquer forma, então isso é uma preocupação válida. Com certeza nenhuma igreja quer que alguém se afaste da santa ceia simplesmente por ter uma forte convicção contra o consumo de álcool. A instrução de Cristo era para que a igreja fizeste "isto, todas as vezes que o beberdes, em memória de mim" (1 Coríntios 11:25). Seria uma pena que a presença de vinho fizesse alguém perder o foco e, assim, ignorar a ordem de Cristo.

Em nenhum lugar na Palavra de Deus vemos uma exigência em relação ao nível de fermentação do conteúdo do cálice. No entanto, se alguém tiver uma opinião forte sobre como melhor honrar o Salvador, não tem problema em seguir essa convicção. Entretanto, devemos ter cuidado para não nos esquecermos do que o cálice representa e não julgarmos um irmão ou irmã em Cristo em questões de opinião pessoal.

O Vinho na Santa Ceia

24-11-2010 16:22
"Sete dias comereis pães ázimos, e ao sétimo dia haverá festa ao Senhor. Sete dias se comerá pães ázimos, e o levedado não se verá contigo, nem ainda fermento será visto em todos os teus termos." Êxodo 13:6-7
"E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho dizendo: Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados. E digo-vos que, desde agora, não beberei deste fruto da vide, até aquele dia em que o beba novo convosco no reino de meu Pai." Mateus 26:27-29

Por diversas vezes ouvi a seguinte indagação: "Se Jesus bebeu vinho na Santa Ceia, porque não posso beber também?" Outros, querendo colocar seu erro dentro da Palavra de Deus, dizem: "Se Jesus e os discípulos tomaram vinho, então podemos beber bebida alcoólica." Aqueles que, lendo a Palavra, chegam a essas conclusões estão incorrendo em erros graves, tanto de hermenêutica (Ciência da interpretação da Bíblia) quanto de conhecimento histórico linguístico da época. Vou analisar neste estudo a evolução linguística, a linguagem original em que a palavra vinho foi escrita e a própria regra bíblica acerca da Páscoa e demonstrar que, definitivamente, usar textos da Bíblia para apoiar consumo de bebida alcoólica é, não só um erro de interpretação, como uma heresia! Vamos começar...

Evolução Linguística: A Palavra Vinho


Antes de começar o estudo sobre a evolução linguística, principalmente a mudança de sentido da palavra Vinho, quero utilizar um exemplo simples da mudança de significado de algumas palavras no decorrer da história. Imagine que você decide realizar uma festa e convida todos os seus amigos, e diz para eles o seguinte: "Minha festa vai ter muita bebida, bebida a vontade, vocês vão amar!" Imaginando que seus amigos sejam consumidores de bebidas alcoólicas eles logo imaginarão que será uma festança, que poderão aproveitar muito e "encher a cara". No dia da festa, quando eles chegam ao local, percebem que somente está sendo servido sucos diversos, em abundância, e também litros e litros de refrigerantes, de todas as marcas e sabores. Pergunto: o que eles pensarão? Certamente pensarão que foram enganados não é? Mas, na verdade, não houve engano nenhum, pois sucos e refrigerantes também são bebidas, como diz o Dicionário Web (www.dicionarioweb.com.br/bebida.html): "Bebida: Todo líquido que se bebe". Mas, devido ao costume de se associar essa palavra com bebida alcoólica somente, seus amigos ficarão frustrados.

Da mesma forma aconteceu com a palavra Vinho no decorrer da história. Seu real significado foi sendo mudado, assumindo uma relação com bebida fermentada (alcoólica), quando nem sempre foi assim. Veja o que diz o Dicionário da Língua Portuguesa de José da Fonseca (por J. I. Roquete) de 1848 sobre a palavra vinho (texto na linguagem da época):
1- Liquor extrahido da uva.

Se procurarmos a definição da palavra Liquor, nesse mesmo dicionário, teremos as definições:
1- Substância fluída e líquida.
2- Bebida espirituosa.

Assim, segundo esse dicionário de 1848, a definição da palavra vinho seria:
1- Bebida espirituosa extrahida da uva.
2- Substância fluída e líquida extrahida da uva.

Onde está a associação com bebida alcoólica? Simplesmente não existe! Contudo, se procurarmos em qualquer dicionário atualmente, inclusive naqueles disponíveis na Internet, teremos a seguinte definição atual (www.dicionarioweb.com.br/vinho.html):
1- Bebida alcoólica resultante da fermentação da uva sob efeito de certas leveduras.

Observe a mudança da definição em pouco mais de 150 anos. Agora, se levarmos em consideração que a Bíblia foi terminada há cerca de 2000 anos atrás podemos, facilmente, concluir que na época a palavra vinho não possuía a mesma definição que possui atualmente. Desta forma pensar que o vinho relatado na Bíblia, por ocasião da Santa Ceia, refere-se a vinho alcoólico configura-se em erro de interpretação bíblica, por falta de conhecimento linguístico histórico!

Linguagem Original da Palavra Vinho


A Bíblia foi escrita usando, predominantemente, duas línguas diferentes: hebraico no Antigo Testamento e grego no Novo Testamento. Se lermos o original hebraico do Antigo Testamento e procurarmos a palavra vinho, temos duas ocorrências:
1- YAYIN - possui dois significados: suco de uvas sem fermentação e suco fermentado.
2- TIROSH - suco de uvas fresco, ou seja, sem fermentação.

No Novo Testamento (que foi escrito em grego) temos a ocorrência da palavra vinho usando o termo:
1- OINOS - possui dois significados: suco de uvas sem fermentação e suco fermentado (o mesmo que a palavra hebraica YAYIN).

Quando a Bíblia foi inteiramente traduzida para o grego (versão conhecida como Septuaginta, porque setenta e dois homens traduziram o Antigo Testamento do hebraico para o grego, unificando a língua das Escrituras), os termos YAYIN e TIROSH foram traduzidos para o termo grego OINOS, pois o mesmo possuía implícito os dois significados possíveis para vinho: suco de uvas fermentado e suco de uvas sem fermentação. Assim, de acordo com o contexto bíblico, podia-se definir a que tipo de suco de uvas a palavra se referia.

Quando Jerônimo publicou a versão da Bíblia em latim (versão conhecida como Vulgata, publicada cerca de 400 d.C.) o termo grego OINOS foi traduzido para o termo latino VINUM que, em alguns dicionários e léxicos de latim, traziam definições como as seguintes (léxico de latim de Lewis & Short):
1- Uvas. Vinum pendens (vinho pendente).
2- Videira, vinha.
3- Vinho feito de uvas, vinho frutado.

Percebe-se pela definição em latim que a palavra VINUM significava tanto a própria fruta (uva), quanto o vinho frutado. Desta maneira, também cabia para a tradução da palavra OINOS, que significava vinho com ou sem fermentação.

Por esse breve histórico nota-se que o termo Vinho passou por várias traduções diferentes (hebraico para grego, grego para latim e, após outras traduções, para o português) mantendo sempre a forma inicial, ou seja, representando bebida com ou sem teor etílico. Contudo, devido aos vícios e costumes linguísticos, o termo que se firmou e tornou-se padrão hoje é vinho com teor etílico.

Assim demonstro que interpretar as Escrituras pela definição atual de linguagem é um erro grave, visto que a linguagem da Bíblia não é atual, mas milenar, devendo ser compreendida e estudada desta maneira.

Regras da Páscoa


Se você leu atentamente a passagem bíblica de Êxodo 13:6-7 percebeu que uma regra estabelecida por Deus para a Páscoa era: não haver fermento nem nos termos da casa ou local onde se comemorava a Páscoa. Os pães teriam que ser ázimos (sem fermento), e processos de fermentação não eram aceitos para essa cerimônia. Desta maneira o suco de uvas não poderia passar pelo processo de fermentação e ser consumido na ceia.

Isso mostra, biblicamente, de acordo com o descrito em Êxodo 13:6-7, que os discípulos e Jesus beberam durante a ceia o suco de uvas puro, sem fermentação, sem álcool, o qual representava o próprio sangue de Cristo, derramado para remissão de pecados. Pensar que tal vinho se referia a uma bebida alcoólica é heresia, uma distorção da própria Palavra de Deus.

Infalível?



Barcelona, 15 fev (EFE).- A renúncia de um papa não é um fato tão incomum na história antiga da Igreja Católica, segundo um especialista espanhol que documentou que 22 papas renunciaram ou foram obrigados a renunciar antes de Bento XVI.
Em um trabalho, ao qual a Agência Efe teve acesso, o professor de História da Igreja e cônego da catedral de Barcelona (Espanha) Josep María Martí Bonet contabiliza e explica as renúncias papais, entre as que foram livres e as que foram violentas, algumas terminaram inclusive com o assassinato do papa.
O cônego sustenta que 'na época antiga, se não considerarmos os muitos papas mártires, encontramos seis possíveis renúncias'.
São as de Ponciano (anos 230-235), que morreu no exílio e renunciou pelo bem da Igreja; Eusébio (ano 309); João I (523-526); Silvério (535-537), acusado de alta traição por Belisário; João III (561-574), e Martinho I (649-655), que renunciou para facilitar a eleição de um papa que não fosse problemática e morreu exilado na Crimeia.
Segundo o trabalho histórico inédito, elaborado após a renúncia da anunciada na segunda-feira por Bento XVI, na época medieval foram obrigados a renunciar Constantino II (767); João VIII, ao qual tentaram envenenar; Estevão VI (896-897), que foi linchado e posteriormente estrangulado na prisão; e Leão V (903), que foi assassinado pela família romana dos tusculanos, os mesmos que mataram Cristóvão (o antipapa) no ano de 903.
O papa João X (914-928) foi envenenado e assassinado pela matriarca romana Marózia, que também matou Estevão VII (929-931).
O filho de Marózia, Alberico, assassinou sua mãe e também o papa João XI (931-935).
O papa Bento V (964) foi obrigado a exilar-se em Hamburgo; Bento VI (973-974) foi assassinado no castelo de São Angelo de Roma, e Bonifácio VII (984) também teve que se exilar e foi assassinado.
João XIV (983-984) morreu de fome no castelo de São Angelo; Bento IX (1033-1045) foi acusado de comprar o pontificado, e Gregório VI (1045-1046) foi deposto e exilado.
Bento X (1058-1059) renunciou por próprio convencimento e se transformou em um simples cardeal; João XXI (1276-1277) morreu em um acidente em Viterbo, e Celestino V (1294) renunciou.
O papa Gregório XII (1406-1414) foi o último a renunciar antes de Bento XVI (2005-2013), que comoveu o mundo católico com seu inesperado anúncio de que deixará o pontificado no dia 28 de fevereiro. EFE
Copyright (c) Agencia EFE, S.A. 2010, todos os direitos reservados

terça-feira, 19 de março de 2013

Billy Graham planeja evangelismo em massa para seus 95 anos

Embora faltem oito meses para celebrar o 95º aniversario do evangelista Billy Graham, no dia 7 de novembro, o pregador deseja realizar uma apresentação de esperança nos Estados Unidos e Canadá.

Billy Graham planeja evangelismo em massa para seus 95 anos
Billy Graham planeja evangelismo em massa para seus 95 anos
Essa é a razão que “Minha Esperança América” ??(Minha esperança, EUA) com Billy Graham está em execução.
O vice-presidente do projeto, Preston Parrish, afirma que é um grande esforço fundamental para alcançar a America do Norte com o evangelho em uma área do mundo que quer abandonar a Cristo.
“Temos igrejas envolvidas de todos os 50 estados ao longo dos Estados Unidos e de cada província do Canadá. Agora estamos buscando que muito mais união a este esforço que culmina em novembro deste ano”, disse ele.
Entre março e novembro, a Associação Evangelística Billy Graham está recrutando pessoas interessadas em colaborar com a atividade, ou como eles chamam, estão buscando ‘Mateus’.
Parrish disse: “Mateus era um cobrador de impostos no Novo Testamento, em Mateus, capítulo 9, ele conhece a Cristo e depois deu uma festa em sua casa, para o resto de seus amigos pudessem conhecer Jesus também”.
O evento acontece em novembro, com um especial de televisão e vídeo, “o que um momento importante”, como indica Parrish, pois representa o “ponto culminante” do ministério evangelístico de Billy Graham, que assegura que Deus o permitirá chegar aos 95 anos de idade.

Antes da renúncia de Bento XVI, jovem publicou no Twitter que o novo papa se chamaria Francisco. Confira

Antes da renúncia de Bento XVI, jovem publicou no Twitter que o novo papa se chamaria Francisco. Confira
O cardeal Jorge Mario Bergoglio foi eleito papa ontem no Vaticano e escolheu o nome de Francisco. Para todo o mundo, a revelação do novo papa foi uma surpresa, exceto para o jovem espanhol Alejandro Cabo.
No dia 11 de fevereiro de 2013, quando Bento XVI anunciou que renunciaria, a noiva de Alejandro, Yolanda de Mena, publicou no Twitter uma história curiosa: “Meu noivo me acordou ontem à noite às 04:00 dizendo que ele tinha sonhado com um novo papa chamado de “Francisco I” e hoje Bento renuncia”.
A história ficou adormecida até ontem, 13 de março, quando após o anúncio do “Habemus Papam”, o nome do novo papa tornou-se conhecido: Francisco.
Publicação de Yolanda feita no dia 11/02 já superou a marca de 60 mil retweets
Publicação de Yolanda feita no dia 11/02 já superou a marca de 60 mil retweets
Desde então, mais de 60 mil pessoas retransmitiram a publicação de Yolanda, e muitos cumprimentam o jovem espanhol, que também possui uma conta no microblog.
“Não me sinto profeta, nem herói. Tranquilo”, escreveu o noivo de Yolanda, após o anúncio do novo papa. Respondendo a outro internauta, Alejandro disse: “Obrigado a todos aqueles que me desejam bem e me abordam com humor, isso também me fez rir. Boa noite!”.

Governo vai investigar distribuição indevida de “kit gay” em escolas públicas

Governo vai investigar distribuição indevida de “kit gay” em escolas públicas
Recentemente, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, determinou a interrupção do envio do material conhecido como “kit gay” para escolas no norte e nordeste do país. Apesar de ter sido vetado pela presidente Dilma Rousseff, o material neste ano, chegou a ser remetido às Secretarias de Saúde nos estados.
Padilha determinou também a abertura de um processo administrativo para identificar os responsáveis pelo envio de material conhecido como ‘kit gay’ a 13 estados das regiões Norte e Nordeste do país. O Ministério da Saúde já expediu ofícios às secretarias destes estados, determinando que o material não seja distribuído nas escolas; e começou a investigar de onde partiu a remessa do material.
As revistas de histórias em quadrinhos (HQ), apresentadas como um suposto material informativo para prevenir a homofobia entro o público adolescente foram elaboradas em 2010 como parte do programa de prevenção de doenças sexualmente transmissíveis (DST) e AIDS. A informação sobre o envio das revistas para os serviços de combate a DST/AIDS e sobre o posterior veto do ministro Padilha foi divulgada pelo jornal O Estado de S. Paulo no último sábado (16).
O material foi produzido durante a gestão de José Gomes Temporão, antecessor do ministro Padilha, segundo o qual o ministério já sabe que o envio aos 13 estados partiu do Departamento de DST/AIDS da pasta, vinculado à Secretaria de Vigilância em Saúde.

UIPA: entidade oferece abrigo e tratamento a animais domésticos abandonados

UIPA: entidade oferece abrigo e tratamento a animais domésticos abandonados
A União Internacional Protetora dos Animais (UIPA) da cidade de Itapira, interior de São Paulo, é uma entidade sem fins lucrativos, políticos e/ou religiosos, que trabalha com o acolhimento e encaminhamento de animais domésticos.
Atualmente atende aproximadamente 200 cães e 50 gatos que foram recolhidos das ruas, e na instituição, recebem alimentação e cuidados diários.
Os animais atendidos pela UIPA podem ter sido vítimas de maus tratos e, nesses casos, passam por tratamento, são cadastrados e encaminhados para adoção. “Nosso primeiro objetivo com esses resgates é sempre a adoção. Os resgates são bem maiores do que o número de pessoas dispostas a adotar”, diz a presidente da ONG, Shrysnah V.
De acordo com a nota enviada pela ONG ao Gospel+, os animais recebidos na UIPA “tem comida e um lugar seguro para estar”, mas a manutenção das atividades demanda recursos constantemente: “A luta do dia a dia para conseguir a ração e tratamentos para os que precisam é grande e fazemos tudo o que está ao nosso alcance. Todavia, sempre precisamos mais e mais de recursos para compra dos alimentos, medicamentos e procedimentos cirúrgicos”, explica Shrysnah.
A filial de Itapira da União Internacional Protetora dos Animais pede doação de valores a partir de R$ 5,00, através do sistema Vakinha (vakinha.com.br), que oferece segurança na transação e permite doação através de boleto ou cartão de crédito.
Para saber mais sobre o trabalho da UIPA e formas de contribuição, acesse uipa.info ou visite a página da ONG no Facebook. Se preferir, acesse diretamente a página da UIPA no site da Vakinha, clicando aqui.

Arcebispo católico afirma que pedófilos não devem ser punidos criminalmente pois sofrem de uma “doença”

Arcebispo católico afirma que pedófilos não devem ser punidos criminalmente pois sofrem de uma “doença”
Num momento que a Igreja Católica atravessa por mudanças significativas, e que o papa Francisco sinaliza que a pedofilia não será tolerada pelo Vaticano, um dos cardeais que participaram do conclave polemizou a questão.
Numa entrevista à Radio 5, da rede britânica BBC, o arcebispo sul-africano Wilfrid Fox Napier afirmou que não considera a pedofilia uma “condição criminal”, e sim, uma “doença” resultante de traumas psicológicos.
“[A pedofilia] é uma condição psicológica, uma desordem. O que você faz com transtornos? Você tem que tentar consertá-los”, disse o cardeal, que revelou conhecer ao menos dois sacerdotes que praticaram pedofilia e que alegavam terem sofrido abusos na infância: “Se alguém ‘normal’ escolher quebrar a lei, sabendo que está quebrando a lei, então eu acho que precisa ser punido”, ponderou.
Sobre a questão em torno de punição a pedófilos, Napier defendeu que eles não sejam responsabilizados criminalmente por também serem vítimas: “Agora não me diga que essas pessoas (pedófilos) são criminalmente responsáveis, como alguém que escolhe fazer algo assim. Eu não acho que você pode realmente tomar a posição de dizer que a pessoa mereça ser punida. Ele mesmo foi afetado [na infância]”, argumentou.
As declarações foram recebidas com indignação por parte de ativistas que lutam contra a pedofilia: “Pode ser que (pedofilia) seja uma doença, mas também é um crime e os crimes são punidos. Os criminosos são responsabilizados pelo que fizeram e o que fazem”, disse Barbara Dorries, que foi abusada por um padre em sua infância e atualmente trabalha em Chicago com uma ONG que aborda o assunto.
Para Barbara, “os bispos e os cardeais contribuíram muito para que esses predadores seguissem em frente, sem serem presos, e também para manter esses segredos dentro da igreja”, pontuou, apontando a falta de punição como algo que contribuiu para que outros casos ocorressem.
O escritor Michael Walsh, autor de uma biografia do papa João Paulo II, o pensamento de Napier já foi comum no alto escalão da Igreja Católica dos Estados Unidos e Reino Unido: “Eles chegaram a acreditar que essa era uma condição que podia ser tratada. Muitos bispos simplesmente mudaram o lugar de atuação de seus sacerdotes e tentaram esconder o fato de que eles tinham cometido esses crimes”, contextualizou.

Missionária evangélica é uma das cientista que participou da “cura da AIDS”, caso que se tornou notório nas últimas semanas

Missionária evangélica é uma das cientista que participou da “cura da AIDS”, caso que se tornou notório nas últimas semanas
Nas últimas semanas, um dos assuntos mais comentados na comunidade científica em todo o mundo primeiro caso de cura funcional da AIDS em uma criança, que aconteceu no Centro Médico da Universidade de Mississippi.
Entre os membros da equipe de virologistas liderada pela doutora Deborah Persaud, está a pediatra Hannah Gay, especialista em HIV, que declarou no dia do anúncio oficial ter sentido o enorme risco que aquela criança corria, e por isso afirmava que ela merecia a melhor tentativa da equipe que fazia parte.
- Eu senti que aquele bebê estava correndo um risco maior que o normal, e merecia a nossa melhor tentativa – declarou a médica sobre a menina, que hoje tem dois anos.
Segundo o The Christian post, doutora Hannah Gay é uma cristã comprometida, e esteve, ao lado de seu marido, servindo como missionária na Etiópia por vários anos. O trabalho da médica como missionária teve início na década de 1980, quando ela e seu marido dedicaram-se à evangelização de crianças, aliando atendimento médico com o ensino da Bíblia.
De acordo com os quatro filhos e o neto da médica, de 58 anos, ela nunca gostou de estar no centro das atenções. Porém seu comprometimento é reconhecido, inclusive entre seus colegas de trabalho. Jack Mazurak, diretor de relações públicas do Centro Médico da Universidade de Mississippi, descreve a doutora Gay como “uma pessoa maravilhosa” e afirma que “sua fé moldou a maneira como ela leva sua vida”.
A criança tratada pela equipe da Universidade de Mississippi nasceu no Mississippi, e foi contaminada com o vírus HIV desde o nascimento, transmitido pela mãe soropositiva. Segundo o Washington post, o tratamento considerado revolucionário ministrado pela equipe de médicos começou com a infusão de três drogas apenas 30 horas depois do nascimento. Como a criança tem vivido sem medicação por cerca de um ano, e não apresenta mais sinais de infecção, acredita-se que o sucesso desse caso de “cura da AIDS” pode indicar o caminho para que em breve a doença possa ser vencida.

Mutirão de grafite evangelista em São Gonçalo

Mutirão de grafite evangelista em São Gonçalo‏
O Grafite Evangelista, mutirão de grafite realizado no domingo, dia 10, em São Gonçalo, além de deixar a comunidade mais colorida, teve uma extensa programação com teatro de rua, animação, malabares, rap, e ação social. Essa é a essência do evento. “Espalhar amor  pela comunidade é a intenção do Grafite Evangelista, e creio que conseguimos, através do grafite, das músicas, do teatro, e em cada detalhe do projeto. Isso precisa ser ensinado, não temos educação para o amor “- diz Lya Alves, artista idealizadora do evento.
 A artista sempre teve em seu trabalho reflexões sobre direitos humanos e crítica social. “Neste momento, minha atitude política se resume a frase ‘mais amor, por favor’. O amor a que me refiro é altruísta, responsável, é o amor ao próximo, é desse amor que estou falando, e é esse amor que está faltando na sociedade: todos querem reivindicar seus direitos, mas ninguém quer ceder; todos querem ser ouvidos, mas ninguém quer ouvir; as pessoas reivindicam o direito à diferença, mas não suportam quem pensa diferente. O amor que eu falo suporta tudo”, conta Lya Alves.
No próximo domingo, dia 17, a artista retornará ao Morro Menino de Deus, em São Gonçalo, para realizar uma oficina de grafite gratuita na comunidade e também para fazer mais intervenções nos muros.
Oficina de grafite
Local: Projeto Menino de Deus
Endereço: Rua Projetada A, número 6 – Morro Menino de Deus – Rocha, São Gonçalo
Data: 17 de março, domingo
Horário: 10h
Intervenção: 13h
Gratuito
Faixa etária: livre
Informações: ndaescoladeprofetas@gmail.com

domingo, 17 de março de 2013

Imagem de suposto anjo surge no céu e católicos dizem ser confirmação divina à escolha do novo Papa; Veja fotos

Imagem de suposto anjo surge no céu e católicos dizem ser confirmação divina à escolha do novo Papa; Veja fotos
Nessa quinta feira (14) uma nuvem chamou a atenção de milhares de pessoas no sul da Flórida, nos Estados Unidos, por apresentar um formato que, segundo as testemunhas oculares, lembraria um anjo.
Rapidamente a suposta imagem do anjo foi associada à recente escolha do novo Papa, e muitos encararam o fenômeno como uma confirmação divina para Francisco, segundo afirmou o site WPTV, do grupo de comunicações norte americano NBC.
De acordo com a emissora, mais de 34.000 pessoas viram as fotos da nuvem em sua página no Facebook e centenas de pessoas compartilharam seus sentimentos sobre o significado do fenômeno natural.
Além das pessoas que viram um sinal religioso no fato, outras afirmaram que a nuvem se assemelhava a outras coisas, como um macaco. Outros espectadores falaram ainda sobre o termo científico para esse tipo de associação, lembrando que “ver formas e rostos em objetos não humanos é chamado de pareidolia”.
Veja imagens do curioso fenômeno:
anjo-nuvens-5
anjo-nuvens-4
anjo-nuvens-3
anjo-nuvens-2
anjo-nuvens-1

segunda-feira, 11 de março de 2013

UM LEMBRETE A SOCIEDADE BRASILEIRA: NEM TODOS OS PASTORES SÃO SAFADOS!

LEMBRETE A SOCIEDADE BRASILEIRA: NEM TODOS OS PASTORES SÃO SAFADOS!
Em virtude dos escândalos relacionados a alguns líderes evangélicos, parte da sociedade brasileira acredita que todos os pastores são safados, ricos e que extorquem dinheiro do bolso dos fiéis.
Claro que não dá para tapar o sol com a peneira, contestando de forma absoluta esta afirmação, mesmo porque, é inegável a existência de pastores desonestos que em nome de Deus vivem nababescamente.
Infelizmente alguns dos denominados “ministros do evangelho” justificam seu imenso patrimônio pregando doutrinas estapafúrdias, afirmando em nome de uma teologia espúria, que o desejo de Deus é que sejam prósperos e ricos. No entanto , você há de convir que também é inegável que a imensa maioria dos pastores brasileiros não se encaixam no perfil do “lobo mau”.
Caro leitor, graças a Deus existe um número impressionante de pastores que não se venderam e nem se corromperam, por causa do poder. Tais pastores abnegadamente dirigem asilos e orfanatos, visitam presídios, dividem o pão, admoestam os insubmissos,  se esmeram na Palavra, consolam os enlutados, recuperam drogados, sem contudo exigir dinheiro em troca das bênçãos divinas. Além disso, os pastores em  questão  não usufruem de teologias malditas, nem tampouco comercializam a o nome de Deus vendendo objetos “sagrados” àqueles que sofrem as agruras da vida. Homens como estes, lutam com sacrifício trabalhando arduamente para subsistir e sustentar com dignidade suas famílias Particularmente eu conheço inúmeros destes  que possuem dupla jornada, trabalhando fora além obviamente de pastorear com esmero o rebanho que o Senhor lhes confiou.
Isto posto, considero injusto, desrespeitoso, e maldoso afirmar que todos os pastores são “farinha do mesmo saco”, mesmo porque, pela graça de Deus ainda existem espalhados  por esse imenso país pastores comprometidos com o Evangelho de Cristo e que não se dobraram aos ensinos de Baal, optando por uma vida que glorifique a Deus.
Pense nisso!

domingo, 10 de março de 2013

Igreja usa linguagem de quadrinhos e ficção científica para ensinar histórias bíblicas a crianças

Igreja usa linguagem de quadrinhos e ficção científica para ensinar histórias bíblicas a crianças
A Igreja Elevation, nos Estados Unidos, criou uma forma inusitada para aguçar a curiosidade das crianças e adolescentes pela Bíblia Sagrada. Em uma série de 8 sermões trazendo estas passagens de forma futuristas dentro da imaginação das crianças, a igreja usa linguagem de quadrinhos e ficção científica para relatar histórias bíblicas conhecidas.
Um vídeo produzido pela equipe de criação da Igreja Elevation em Charlotte, NC, mostra uma das mais conhecidas histórias da Bíblia contada no estilo de um livro de ficção científica futurista em quadrinhos.
No vídeo, a criança é apresentada a uma estória em quadrinhos intitulada “Jonas e a Baleia Espaço”. Na adaptação, Jonas é um primeiro tenente da milícia espaço, que abandona sua missão de ir a Nínive escondendo-se afastado em carga de uma nave espacial.
Segundo o The Christian Post, nessa adaptação, ao contrário do navio no relato bíblico, que encontrou uma “tempestade violenta”, enquanto na água, o navio em versão Igreja Elevation da história enfrenta uma “tempestade asteroide grave”, bem como a milícia espaço, que está em busca de Jonas. A fim de poupar a tripulação da nave espacial em que ele era um clandestino, Jonas se revela e diz que eles devem expulsá-lo do navio para evitar ser destruído. Depois de ser disparado em campo de asteroides em uma cápsula espacial, Jonas é transmitido a bordo de outra nave espacial – a baleia USS.
Esse é o quarto vídeo a ser exibido pela igreja, a três primeiras mensagens mostraram as histórias de Adão e Eva, de Moisés no Mar Vermelho e Elias no Monte Carmelo.
- Vamos recontar essas histórias clássicas através das lentes da imaginação infantil, retomando o poder e impacto que tiveram sobre nós quando ouvimos pela primeira vez – afirma o site da igreja sobre o projeto.

Cegos de nascença, evangélicos aprendem braile para ler a Bíblia

Cegos de nascença, evangélicos aprendem braile para ler a Bíblia
O pastor evangélico mexicano Daniel Monreal criou um projeto na Ciudad Juarez com o objetivo de auxiliar que cristãos cegos consigam ler a Bíblia sozinhos. Através do Centro de Apoio para Cegos de Nascimento, o projeto do pastor tem por objetivo ensinar braile aos deficientes visuais, para que eles consigam ler as Escrituras Sagradas.
De acordo com o Noticia Cristiana, o objetivo do pastor é abrir cerca de 25 centros de apoio, para que os cegos recebam apoio espiritual e aprendam a escrever, e ler a Bíblia em braile.
No ato de inauguração do projeto, o pastor convidou os interessados em serem ajudados pelo projeto a se inscreverem para as aulas. O evento de inauguração aconteceu no Parque de la Chaveña.

sábado, 9 de março de 2013

Missão Portas Abertas divulga nota desmentindo rumores de que o pastor Yousef Nadarkhani teria sido assassinado

Missão Portas Abertas divulga nota desmentindo rumores de que o pastor Yousef Nadarkhani teria sido assassinado
O pastor Yousef Nadarkhani está vivo, embora continue no Irã, onde há forte perseguição a cristãos.
A Missão Portas Abertas divulgou um comunicado desmentindo rumores que circularam pelas redes sociais afirmando que Nadarkhani teria sido assassinado.
“Em busca de informações mais precisas, demoramos a nos pronunciar, entretanto, chegamos com boas novas: a notícia que tem percorrido sites e redes sociais de que o Pr. Yousef Nadarkhani foi assassinado é falsa”, diz a nota.
Segundo a Missão, “um colaborador da Portas Abertas, em contato direto com uma fonte próxima ao pastor afirmou que Nadarkhani está vivo”, garante o texto, que ainda pede a divulgação da informação para combater os boatos e garantir que os cristãos de todo o mundo orem por ele.
“Agora é muito simples: compartilhe essa mensagem com o máximo de pessoas possível, para que tais rumores terminem. Ao invés de lamentar a morte de Yousef, ore para que o Senhor o fortaleça e o sustente. A luta ainda não terminou”, enfatiza o texto.
Yousef Nadarkhani se tornou mundialmente conhecido ao ser acusado de apostasia do islamismo, o que segundo as autoridades do Irã, deve ser punido com a morte. Entretanto, os advogados de Nadarkhani conseguiram reverter a condenação provando que o pastor nunca havia se convertido oficialmente ao islamismo, e que portanto, não poderia ser enquadrado na lei.
Apesar disso, ele foi mantido preso por três anos sob acusação de promiscuidade e prostituição, e em setembro de 2012 foi liberado da prisão, retornando em dezembro para cumprir o restante de sua pena. A libertação definitiva do pastor aconteceu em 2013.
Setembro de 2012: pastor Yousef Nadarkhani é recebido por sua esposa após libertação da cadeia
Setembro de 2012: pastor Yousef Nadarkhani é recebido por sua esposa após libertação da cadeia

Muçulmano, presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad afirma que Hugo Chávez ressuscitará com Jesus Cristo para trazer paz e justiça

Muçulmano, presidente do Irã Mahmoud Ahmadinejad afirma que Hugo Chávez ressuscitará com Jesus Cristo para trazer paz e justiça
A morte provoca reações das mais inusitadas naqueles que perdem amigos e/ou parentes. E uma declaração do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, deverá entrar para a galeria das frases marcantes de 2013.
Comentando a morte do presidente reeleito da Venezuela, Hugo Chávez, Ahmadinejad disse que acredita que seu amigo voltará no dia da ressurreição com Jesus Cristo para “estabelecer paz, justiça e bondade” entre as pessoas.
A declaração foi dada na quarta-feira, durante um comunicado que estabelecia um dia de luto oficial no Irã. Chávez e Ahmadinejad eram aliados políticos internacionais e tinham em comum, além dos interesses comerciais, uma forte oposição aos Estados Unidos.
Na fala de Ahmadinejad, traduzida pelo Huffington Post, o presidente iraniano diz que o político venezuelano unia os demais líderes políticos internacionais que pensavam de forma parecida com ele.
“Venezuela perdeu um filho corajoso, e o mundo perdeu um líder sábio e revolucionário. Ele tomou uma posição firme contra as exigências de opressores e derrubou as todas as suas tentativas para gerar propaganda de discórdia. Ele era uma ponte que ligava todos os líderes que buscam justiça no mundo. Ele finalmente deu toda a sua vida mesmo estando com uma doença suspeita, e com isso, ele se torna, sem dúvida, um verdadeiro mártir no caminho de servir a nação venezuelana e salvaguardar os valores revolucionários e humanos. Embora Hugo Chávez, não esteja mais entre nós, hoje, tenho certeza de que o seu espírito inocente subiu aos céus e um dia voltará para nós com Jesus Cristo, e irá mais uma vez ajudar a humanidade a estabelecer a paz, justiça e bondade”, declarou Mahmoud Ahmadinejad.
Ahmadinejad é muçulmano e um dos ferrenhos defensores do regime teocrático no Irã, que persegue cristãos, como nos casos dos pastores Yousef Nardarkhani e Saeed Abedini, e condena à morte homossexuais. A inusitada declaração do presidente iraniano traz ainda mais holofotes para as despedidas de Hugo Chávez.

Presidente do Paraguai exige que Brasil devolva “canhão cristão”, usado na guerra contra a Tríplice Aliança

Presidente do Paraguai exige que Brasil devolva “canhão cristão”, usado na guerra contra a Tríplice Aliança
Um canhão apelidado de cristão e usado pelo Paraguai na guerra contra a Tríplice Aliança, ocorrida entre os anos de 1864 e 1870, voltou a ser lembrado pelo presidente do país no último dia 01 de março, data que marca a homenagem ao Dia dos Heróis no país.
O canhão foi forjado usando metais dos sinos das igrejas de Assunção, no Paraguai, numa tentativa de compensar a falta de armamentos que as forças armadas do país enfrentavam. A Tríplice Aliança era formada por Argentina, Brasil e Uruguai.
Para Federico Franco, presidente paraguaio, o Brasil deve devolver a arma, que é armazenada como troféu de guerra no Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro.
“Venho hoje ao altar da pátria para reivindicar e exigir a devolução do canhão cristão e o arquivo secreto da Tríplice Aliança que está na República do Brasil”, disse Franco, durante a cerimônia de lembrança aos soldados paraguaios, que são tidos como heróis locais pela população.
Segundo o presidente, o canhão cristão é uma propriedade de seu país, e tem valor histórico: “Não haverá paz nem nos soldados nem na sociedade paraguaia enquanto não for recuperado o canhão cristão feito dos sinos de igrejas para destruir o encouraçado Rio de Janeiro”, insistiu o líder paraguaio, mencionando a embarcação da Marinha brasileira que foi atingida pelas balas do canhão.

CAMPUS NOVA VIDA - Projeto Futuro.

Olá!
Estamos iniciando um audacioso projeto para a construção do futuro do Campus Nova Vida:
  • Escola da Vida (educação alternativa);
  • Centros de cursos e treinamentos;
  • Bercário;
  • Capela;
  • Espaço Gospel e espaço cultural;
  • Centro Esportivo e de recreação;
  • Escola de Música;
  • Praça de alimentação e muito mais.
Seu apoio será um fundamento sobre o qual edificaremos esse audacioso projeto.
Lembre-se: ITAJAVÉ começa aqui.
Shalom Adonai,
BenneDen

quarta-feira, 6 de março de 2013

Governo de Israel pretende usar interesse de evangélicos do Brasil por locais sagrados como arma política contra a Palestina

Governo de Israel pretende usar interesse de evangélicos do Brasil por locais sagrados como arma política contra a Palestina
A peregrinação de cristãos evangélicos do Brasil e de outros países do hemisfério sul a Israel tem sido visto pelo governo do país não apenas como bons negócios no âmbito do turismo, mas também como arma política para defender territórios que são pleiteados por palestinos.
As caravanas por Jerusalém e cidades por onde Jesus passou, além dos batismos no rio Jordão, levam turistas e podem ser usadas como forma de conquistar apoio dos países de maioria cristã na disputa política pelos territórios.
“Ter vocês aqui é o melhor ataque e defesa que poderíamos ter”, disse o prefeito de Jerusalém Nir Barkat durante um evento anual de encontro com aliados cristãos. “Aproveitem a cidade de Jerusalém, e voltem para casa como embaixadores fortes do Estado de Israel e da cidade de Jerusalém”, pediu o político, segundo informações do CS Monitor.
A disputa por territórios e a luta da Autoridade Palestina para que o povo e sua organização sejam reconhecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um Estado, assim como Israel, tem feito os governantes do país buscarem alternativas em sua defesa.
O interesse do governo israelense é conquistar apoio de países como o Brasil e a Nigéria, que tradicionalmente não apoiam a postura de Israel no embate contra os palestinos. “Há uma nova dinâmica local se formando em nosso mundo, onde partidários cristãos estão crescendo de forma dramática, e que estão de pé com a nação de Israel como nunca antes”, disse Jürgen Bühler, diretor-executivo da Embaixada Cristã Internacional de Jerusalém. A entidade possui outras 80 filiais em todo o mundo.
Segundo Bühler, a movimentação política do governo israelense “simboliza, encapsula, este movimento dinâmico que está ocorrendo, para que uma nova geração do cristianismo escolham ficar com a nação de Israel, não importa o que aconteça”.

Colégio cristão é processado por demitir funcionária que fez sexo antes do casamento

Colégio cristão é processado por demitir funcionária que fez sexo antes do casamento
Uma gravidez antes do casamento resultou na demissão de Teri James (à esquerda na foto), 29 anos, que trabalhava para o colégio cristão San Diego, na Califórnia. Agora, já casada, Teri contratou uma advogada e está processando a direção do colégio.
Quando foi contratada, o colégio a fez assinar um contrato de trabalho com cláusulas que a obrigava a não se demonstrar “comportamento sexual imoral incluindo sexo antes do casamento”.
Entretanto, Teri afirmou que como estava desempregada, aceitou a cláusula por necessidade: “Eu precisava de um emprego nesta economia e por isso nunca pensei que alguma coisa iria acontecer”, afirmou em entrevista à rede de TV NBC.
A ex-funcionária relatou que foi humilhada por seu supervisor no ano passado, quando ele descobriu sua gravidez e a demitiu.
A maior reviravolta no caso foi um convite pela direção do colégio ao agora seu marido, para que ele trabalhasse na instituição, mesmo sabendo que ele havia praticado sexo antes do casamento.
Sentindo-se injustiçada, Teri destacou a incoerência da direção do colégio cristão e afirmou que sua demissão durante a gravidez a deixou em situação econômica vulnerável: “Eu era solteira, grávida e eles levaram o meu sustento”, disse, demonstrando indignação.

Padre se irrita com questionamentos, expulsa menina de onze anos e sugere que ela frequente igreja evangélica

Padre se irrita com questionamentos, expulsa menina de onze anos e sugere que ela frequente igreja evangélica
Questionar lideranças religiosas não é algo comum, e quando acontece, questões simples viram polêmica. Um padre expulsou uma coroinha de sua paróquia e a mandou procurar uma igreja evangélica, por não gostar de seus questionamentos.
A confusão ocorreu em São José das Palmeiras, durante um encontro de coroinhas, quando a menina de onze anos perguntou ao padre o motivo da exigência de estar presente em todas as reuniões de catequese e também nas posteriores, voltadas a grupos que são divididos por faixas etárias.
Segundo informações do telejornal RPC TV, o padre ficou incomodado com o questionamento da garota, alterou o tom de voz e disse que não a queria mais nos encontros, pois com aquele comportamento, nem Deus a queria mais, e finalizou dizendo que ela deveria procurar uma igreja evangélica.
A mãe da menina afirmou que sua filha participa das reuniões desde os quatro anos de idade, e que estava “desesperada”. Rosane Bruno afirmou que o padre exagerou e será processado: “Eu quero justiça para ela, porque, agora, ela está impedida de ir na igreja, coisa que ela gosta, ela está impedida de frequentar a catequese e o que vai ser dela. E se ele fizer isso com outras crianças?”, questionou.
A coordenadora dos coroinhas Sandra Menon afirmou à reportagem que a discussão começou após a menina não concordar com os termos e imposições feitas ao grupo: “Ela questionou o padre. ‘Por que tem que ir tanto na igreja?’ [...] E ela ainda dialogou: ‘padre, mas assim a gente não vai sair da igreja’. Daí começou. Ela começou a alterar a voz, o padre começou a alterar a voz com ela. E nesse altera voz, ele [padre] falou que não aceitaria ela mais como coroinha na igreja. [O padre falou] ‘Você não precisa vim mais nem na catequese nem participar de movimento nenhum e nem na igreja porque nem Deus te quer assim. Pode ir para uma igreja evangélica’”, relatou Sandra.
O bispo responsável pela igreja, dom Dirceu Vegine, afirmou que irá conversar com a família e depois fará um pronunciamento a respeito do ocorrido, de acordo com informações do G1.

Jefferson, goleiro do Botafogo, homenageia Atletas de Cristo e pode ser punido por manifestação religiosa durante o jogo

Jefferson, goleiro do Botafogo, homenageia Atletas de Cristo e pode ser punido por manifestação religiosa durante o jogo
No último domingo, a partida entre Flamengo e Botafogo pelo Campeonato Carioca foi palco para o goleiro Jefferson apresentar seu novo corte de cabelo: um peixe em alto relevo, símbolo tradicionalmente ligado ao cristianismo, e que é usado pela associação Atletas de Cristo.
“O peixe na cabeça é um símbolo dos Atletas de Cristo. Significa nadar contra a correnteza e, graças a Deus, deu certo. Fiz algumas defesas que dizem ter sido milagrosas”, declarou Jefferson ao Globoesporte.com.
Evangélico, Jefferson costuma ousar nos cortes e já fez homenagens ao clube de General Severiano, com uma estrela solitária, símbolo do clube, e também à sua esposa, Michelle.
Sobre sua fé, Jefferson faz questão de ressaltar que a leitura da Bíblia faz parte de sua rotina: “Acho que ninguém sabe, mas leio antes de todos os jogos o Salmo 91: ‘Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo à sombra do Onipotente descansará. Ele é o meu Deus, o meu refúgio, a minha fortaleza’. Gosto também de outro: ‘O cavalo se prepara para a batalha, mas a vitória vem de Deus’. São trechos que me passam muita tranquilidade na hora dos jogos”, disse o goleiro, que já foi convocado pela Seleção Brasileira.
Entretanto, o gesto de homenagear os Atletas de Cristo pode render uma punição, pois a International Football Association Board, entidade ligada à Fifa, proíbe manifestações religiosas dentro de campo. Jefferson, no entanto, não recua: “Tem que nadar contra a correnteza desse mundo, contra as coisas tristes e erradas, por isso fiz essa homenagem. Para o Botafogo, as coisas se tornam mais difíceis. Vamos nadar contra a correnteza e conquistar o título”.
O presidente do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro, José Teixeira Fernandes, afirma que o assunto ainda será analisado, mas pode render punição ao goleiro: “É um caso novo e, a princípio, não tenho nenhuma objeção. Não vejo problemas de um cidadão explicitar a sua preferência religiosa. Mas o Código é extenso e não é possível saber todos os pontos dele. Faremos uma apuração mais profunda. Se houver alguma ofensa à regra, vamos fazer a denúncia. Vamos pesquisar e não descarto [punição]”.
Diversidade de cortes de cabelo do goleiro Jefferson
Diversidade de cortes de cabelo do goleiro Jefferson
Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Justiça confirma condenação a pastor preso por ajudar mãe a afastar sua filha de ex-parceira lésbica

Justiça confirma condenação a pastor preso por ajudar mãe a afastar sua filha de ex-parceira lésbica
A justiça norte americana confirmou uma pena de 27 meses de prisão a um pastor menonita condenado por ajudar uma mulher que frequentava sua congregação a fugir do país para impedir que sua ex-companheira tivesse acesso a sua filha. De acordo com o WND Faith, essa foi a última reviravolta em um dos casos envolvendo a custódia de crianças mais comentados da era moderna.
Em agosto passado, o pastor Kenneth Miller, da Stuarts Draft, em Virgínia, foi condenado em um tribunal de Vermont sob a acusação de ajudar “um sequestro parental internacional”. O pastor admitiu que ajudou Lisa Miller (nenhuma relação com o pastor) e sua filha, Isabella, a deixar os EUA em 2009.
Segundo o jornalista David Kupelian, depois de abuso na infância, Lisa Miller passou a levar uma vida disfuncional de vícios e homossexualidade, até que ela experimentou uma mudança de coração e, convertida ao cristianismo e deixou o estilo de vida homossexual, em que ela havia vivido como “cônjuge” a outra mulher lésbica, Janet Jenkins. Durante a união, Miller tinha dado à luz uma filha, Isabella, concebida por meio de inseminação artificial.
De acordo com especialistas que observaram a menina, ela começou a apresentar sinais de trauma emocional, depois que o tribunal concedeu a Jenkins o direito de fazer visitas a ela. Essa mudança de comportamento teria motivado Lisa Miller a retirar sua filha do país, para que ela não tivesse mais contato com Jenkins.
Um terapeuta clínico testemunhou no caso afirmando que Isabella apareceu “traumatizada” por causa das visitas de Jenkins, e que as “visitas sem supervisão … poderiam causar dano permanente ao desenvolvimento normal” da criança. Uma assistente social testemunhou ainda que a menina “sofre de distúrbios do sono e pesadelos, tendo dificuldade em dormir durante a noite”, acrescentando que “Isabella também fala sobre morte, e expressou o medo de que, se sua mãe Lisa morresse, ela iria estar em risco. Isabella disse que ela tem medo de que Janet Jenkins pode tirá-la de Lisa”.
O pastor Kenneth Miller comentou sobre sua condenação em uma carta de quatro páginas que escreveu ao juiz federal que o condenou.
- Se é verdade que as minhas ações fluíram da minha fé em Jesus, e de minhas crenças morais, e eu sinceramente acho que eles sim, então qualquer julgamento está sendo movido contra mim pelos Estados Unidos da América, é um julgamento sobre a minha fé e consciência e crenças morais. … Eu estava diante de uma mulher em perigo, que precisava de ajuda para proteger sua filha do que parecia ser um decreto judicial desumano – declarou o pastor.

sábado, 2 de março de 2013

Garota decora a Bíblia por temer que o livro seja retirado dela




Em relato para a Junta de Missões Mundiais o missionário Lian Godoi contou que conheceu uma garota de 12 anos que está decorando a Bíblia com medo de que o livro seja retirado dela.
Ele está em um país asiático treinando 20 missionários para levar as Boas Novas para os povos que ainda não foram alcançados pela mensagem de Jesus.
Godoi conheceu a garota enquanto conversava com líderes cristãos e notou que ele estava decorando as passagens. Curioso com a atitude ele questionou o motivo daquele esforço e ela relatou que temia perder o livro.
O cristianismo naquele país sofre repressão e a apreensão de Bíblias pode de fato acontecer. “Preparar missionários locais para serem enviados a regiões remotas e não alcançadas são o nosso maior alvo, mas encontrar pelo caminho pessoas com a atitude dessa menina é um presente de Deus”, disse ele.
Na região onde o missionário se encontra há cerca de 180 povos que nunca ouviram falar sobre Jesus. Sua ida ao país é justamente preparar os mensageiros dessa boa nova. Vinte pessoas estão sendo treinadas e em breve a JMM estará enviando outros missionários para trabalhar em conjunto, levando a Palavra de Deus.

sexta-feira, 1 de março de 2013

Estudo mostra quais são as capitais mais (e menos) evangélicas do Brasil

Estudo mostra quais são as capitais mais (e menos) evangélicas do Brasil
A revista Exame publicou em seu site um levantamento sobre a presença de evangélicos em todas as capitais do Brasil. Os números organizados pela revista, que destaca a religião evangélica como a que mais cresce no país, listou o percentual de evangélicos presentes na capital de cada estado brasileiro, comparando o número aos de outras religiões.
Com 42,3 milhões de evangélicos no país, segundo o Censo 2010, a revista destacou que São Paulo é a cidade com maior número de evangélicos em todo o Brasil, com 2,3 milhões de fiéis. Porém esse número representa apenas 21,88% da população da cidade, o que coloca a capital paulista na longínqua 20ª posição da lista.
A capital com a maior proporção de evangélicos em termos percentuais é Rio Branco, capital do Acre. Totalizando 39,54% da população, o número de evangélicos na cidade quase se iguala ao número de católicos (40,44%), que é a religião com maior representatividade no país (64,6% da população).
No lado oposto do ranking está a capital do Rio Grande do Sul. Com apenas 11,65% de sua população composta por evangélicos, a cidade é a capital com o menor percentual de evangélicos em todo o país.
A lista listou também a presença de outras religiões, destacando Aracaju (SE) como tendo o maior percentual de católicos do país, com 70,89% de sua população. O número de pessoas que se declaram sem religião também foi medido, sendo esses mais numerosos em Salvador (BA), onde representam 17,28% da população.
Veja o ranking completo:
1ª Rio Branco (AC) – 39,54%
Evangélicos: 39,54% (120,8 mil pessoas)
Católicos: 40,44%
Espíritas: 1,02%
Umbanda e Candomblé: 0,05%
Outras: 3,25%
Sem religião: 15,51%
2ª Manaus (AM) – 35,19%
Evangélicos: 35,19% (577,2 mil pessoas)
Católicos: 54,1%
Espíritas: 0,76%
Umbanda e Candomblé: 0,09%
Outras: 3,02%
Sem religião: 6,74%
3ª Palmas (TO) – 32,77%
Evangélicos: 32,7% (68.189 mil pessoas)
Católicos: 54,56%
Espíritas: 1,84%
Umbanda e Candomblé: 0,02%
Outras: 3,18%
Sem religião: 7,79%
4ª Porto Velho (RO) – 32,16%
Evangélicos: 32,16% (126,4 mil pessoas)
Católicos: 48,75%
Espíritas: 1,16%
Umbanda e Candomblé: 0,11%
Outras: 3,26%
Sem religião:13,75 %
5ª Boa Vista (RR) – 32,09%
Evangélicos: 32,09% (82.624 mil pessoas)
Católicos: 46,96%
Espíritas: 3,62%
Umbanda e Candomblé: 0,15%
Outras: 4,27%
Sem religião: 14,89%
6ª Goiânia (GO) – 32,07%
Evangélicos: 32,07% (390,3 mil pessoas)
Católicos: 51,25%
Espíritas: 4,42%
Umbanda e Candomblé: 0,1%
Outras: 3,05%
Sem religião: 9%
7ª Campo Grande (MS) – 30,22%
Evangélicos: 30,22% (220,6 mil pessoas)
Católicos: 51,93%
Espíritas: 3,65%
Umbanda e Candomblé: 0,27%
Outras: 3,3%
Sem religião: 10,38%
8ª Vitória (ES) – 29,19%
Evangélicos: 29,19% (89,9 mil pessoas)
Católicos: 54,57%
Espíritas: 2,77%
Umbanda e Candomblé:0,16 %
Outras: 2,55%
Sem religião:10,61 %
9ª Belém (PA) – 28,24%
Evangélicos: 28,24% (365,3 mil pessoas)
Católicos: 62,32%
Espíritas: 1,6%
Umbanda e Candomblé: 0,2%
Outras: 2,14%
Sem religião: 5,35%
10ª Macapá (AP) – 26,59%
Evangélicos: 26,59% (95,4 mil pessoas)
Católicos: 65,33%
Espíritas: 0,61%
Umbanda e Candomblé: 0,12%
Outras: 1,92%
Sem religião: 5,35%
11ª Brasília (DF) – 26,58%
Evangélicos: 26,58% (632,8 mil pessoas)*
Católicos: 56,91%
Espíritas: 3,62%
Umbanda e Candomblé: 0,23%
Outras: 3,42%
Sem religião: 9,07%
* Considera todo o DF
12ª Cuiabá (MT) – 26,33%
Evangélicos: 26,33% (134,3 mil pessoas)
Católicos: 58,67%
Espíritas: 3,26%
Umbanda e Candomblé: 0,13%
Outras: 3,85%
Sem religião: 7,6%
13ª Recife (PE) – 24,8%
Evangélicos: 24,8% (357,4 mil pessoas)
Católicos: 54,74%
Espíritas: 3,68%
Umbanda e Candomblé: 0,25%
Outras: 2,23%
Sem religião: 14,21%
14ª Belo Horizonte (MG) – 24,6%
Evangélicos: 24,6% (551,3 mil pessoas)
Católicos: 60,32%
Espíritas: 4,15%
Umbanda e Candomblé: 0,17%
Outras: 2,66%
Sem religião: 7,95%
15ª Curitiba (PR) – 24,03%
Evangélicos: 24,03% (394,9 mil pessoas)
Católicos: 62,36%
Espíritas: 2,8%
Umbanda e Candomblé: 0,26%
Outras: 3,69%
Sem religião: 6,71%
16ª João Pessoa (PB) – 23,87%
Evangélicos: 23,87% (160,5 mil pessoas)
Católicos: 63,62%
Espíritas: 1,77%
Umbanda e Candomblé: 0,16%
Outras: 2,3%
Sem religião: 8,01%
17ª Maceió (AL) – 23,5%
Evangélicos: 23,5% (202,3 mil pessoas)
Católicos: 62,26%
Espíritas: 1,41%
Umbanda e Candomblé: 0,15%
Outras: 2,23%
Sem religião: 10,36%
18ª São Luís (MA) – 23,47%
Evangélicos: 23,47% (220,4 mil pessoas)
Católicos: 66,22%
Espíritas: 0,65%
Umbanda e Candomblé: 0,12%
Outras: 1,93%
Sem religião: 7,45%
19ª Rio de Janeiro (RJ) – 23,05%
Evangélicos: 23,05% (1,372 milhão de pessoas)
Católicos: 51,47%
Espíritas: 6,05%
Umbanda e Candomblé: 1,32%
Outras: 4,54%
Sem religião: 1,32%
20ª São Paulo (SP) – 21,88%
Evangélicos: 21,88% (2,306 milhão pessoas)
Católicos: 58,47%
Espíritas: 4,84%
Umbanda e Candomblé: 0,63%
Outras: 4,82%
Sem religião: 9,2%
21ª Fortaleza (CE) – 21,12%
Evangélicos: 21,12% (482 mil pessoas)
Católicos: 68,22%
Espíritas: 1,33%
Umbanda e Candomblé: 0,22%
Outras: 2,47%
Sem religião: 6,5%
22ª Natal (RN) – 20,65%
Evangélicos: 20,65% (155,5 mil pessoas)
Católicos: 67,64%
Espíritas: 1,86%
Umbanda e Candomblé: 0,08%
Outras: 1,89%
Sem religião: 7,79%
23ª Salvador (BA) – 19,42%
Evangélicos: 19,42% (487,4 mil pessoas)
Católicos: 51,94%
Espíritas: 3,33%
Umbanda e Candomblé: 1,08%
Outras: 6,57% (maior do Brasil)
Sem religião: 17,28% (maior do Brasil)
24ª Aracaju (SE) – 15,15%
Evangélicos: 15,15% (80,3 mil pessoas)
Católicos: 70,89% (maior do Brasil)
Espíritas: 2,81%
Umbanda e Candomblé: 0,41%
Outras: 2,39%
Sem religião: 8,12%
25ª Teresina (PI) – 13,25%
Evangélicos: 13,25% (100 mil pessoas)
Católicos: 79,13%
Espíritas: 0,88%
Umbanda e Candomblé: 0,15%
Outras: 2,06%
Sem religião: 4,4%
26ª Florianópolis (SC) – 12,81%
Evangélicos:12,81% (50,9 mil pessoas)
Católicos: 63,68%
Espíritas: 7,48% (maior do Brasil)
Umbanda e Candomblé: 0,66%
Outras: 3,39%
Sem religião: 11,76%
27ª Porto Alegre (RS) – 11,65%
Evangélicos: 11,65% (155 mil pessoas)
Católicos: 63,85%
Espíritas: 7,03%
Umbanda e Candomblé: 3,35% (maior do Brasil)
Outras: 3,64%
Sem religião: 10,38%

Protagonismo em Movimento: projeto promove conscientização sobre desenvolvimento sustentável em comunidades carentes de Manaus

Protagonismo em Movimento: projeto promove conscientização sobre desenvolvimento sustentável em comunidades carentes de Manaus
O projeto Protagonismo em Movimento é uma ação social voltada a crianças e adolescentes da Associação para o Desenvolvimento Integrado e Sustentável (ADEIS).
A ADEIS é uma organização não governamental sem fins econômicos, registrada desde agosto de 2002, que surgiu de um projeto piloto de acompanhamento social e urbano em áreas de extrema carência da cidade de Manaus, com financiamento do Ministério Assuntos Estrangeiros da França e União Europeia/EU. O projeto piloto foi realizado entre os anos de 2002 a 2005.
Com as experiências adquiridas durante esses primeiros anos, foram estruturadas ações voluntárias nas comunidades, para atender áreas como Educação Sanitária e Ambiental, Protagonismo Juvenil, Educação de Jovens e Adultos, Formação Profissional e Geração de Trabalho e Renda, Protagonismo Feminino, Prevenção às DST e AIDS, Fortalecimento Comunitário e Desenvolvimento Institucional, segundo informações do site do programa Criança Esperança.
A ADEIS atua com o propósito de construir coletivamente os processos de inclusão social, econômica e cultural com as comunidades, sempre de forma sustentável, e tem como visão, a ideia de ser referência em sua área de atuação.
Atualmente, a atuação da ADEIS é voltada para comunidades que surgiram da ocupação irregular de terra no estado do Amazonas, e utiliza como metodologia de inclusão a participação dos indivíduos dessas comunidades em programas de capacitação de lideranças e mobilização social, assim como planejamento, monitoramento, avaliação e sistematização de novos voluntários.
Os beneficiados diretamente pelo projeto Protagonismo em Movimento somam atualmente 475 pessoas, e indiretamente outros 1.662 moradores de áreas de risco.
O projeto foi reconhecido pela Unesco e este ano, receberá verbas provenientes das doações feitas ao programa Criança Esperança, para a aquisição de material pedagógico e de consumo para oficinas, e custear o pagamento de profissionais para o projeto, além de ampliar a divulgação de informação nas comunidades e escolas públicas sobre o enfrentamento à exploração e o abuso sexual de crianças, adolescentes em Manaus.
Para saber mais, acesse o site adeis.org.br ou entre em contato através do e-mail coordenacao@adeis.org.br.

Atleta cristão é punido por fazer oração de dois segundos antes de evento esportivo nos Estados Unidos

Atleta cristão é punido por fazer oração de dois segundos antes de evento esportivo nos Estados Unidos
Um estudante que pratica Wresler, uma categoria de luta como atividade extracurricular foi punido pelo árbitro de um embate depois de ajoelhar-se por dois segundos e fazer uma breve oração antes de entrar no tatame.
O caso ocorreu no estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e a equipe jurídica da Aliança de Defesa da Liberdade (ADF na sigla em inglês) está cobrando explicações sobre o motivo da perda de um ponto por parte do atleta Nicholas Fant.
Segundo a carta enviada por David A. Cortman, um dos advogados da ADF, à Associação de Atletismo do Ensino Médio da Carolina do Norte (NCHSAA), é necessário explicar a violação dos direitos “religiosos depois de um lutador foi penalizado por um reconhecimento a Deus de dois segundos antes de uma partida”.
O advogado ressalta que a entidade tem “o dever constitucional de proteger o direito dos alunos à liberdade de expressão e religião previstos na Primeira Emenda” da Constituição Federal.
O documento foi enviado a Allison Sholar e Whitfield Davis, membros do Conselho da NCHSAA, e cobra uma postura sobre a penalização sofrida por Nicholas Fant no dia 13 de fevereiro, segundo informações do WND.
“Nós não acreditamos que o NCHSAA cumprido esse dever, neste caso, e encontramos os comentários feitos pelo Sr. Whitfield em apoio a decisão do árbitro profundamente preocupantes”, diz o texto na carta enviada pela ADF, que garantiu que irá tomar medidas “para garantir que o direito dos estudantes para expressar a sua fé em eventos da escola de atletismo será respeitado no futuro”.
A entidade de defesa da liberdade afirmou ainda que o atleta havia “praticado suas orações durante toda a temporada sem incidentes”, e que “as ações do árbitro da NCHSAA violou a Primeira Emenda e o direito à liberdade de expressão e liberdade de religião”.
Tim TebowNos Estados Unidos, o atleta cristão Tim Tebow (foto), que disputa da Liga de Futebol Americano (NFL) é conhecido por ajoelhar e orar antes das partidas e após a conquista de touch-downs, e tornou-se uma mania nacional apelidada de “Tebowing”.
Para Cortman, o fato de o atleta “estar ajoelhado para uma oração de dois segundos antes do início de sua partida não era obviamente algum tipo de tática de atraso, mas uma genuína expressão de devoção religiosa”. O advogado ressaltou ainda que “outros lutadores levam dois segundos acenando ou apertando as mãos dos adversários, e essas coisas nunca são penalizadas”, disse ele.

[Renúncia do Papa] Bento XVI compara momentos de crise durante seu pontificado com passagem bíblica: “O Senhor parecia dormir”

[Renúncia do Papa] Bento XVI compara momentos de crise durante seu pontificado com passagem bíblica: “O Senhor parecia dormir”
A Igreja Católica anunciou que Bento XVI poderá continuar a usar sua nomenclatura de pontífice, mas será tratado como Papa Emérito, uma vez que não terá mais autoridade para decisões na cúpula do Vaticano.
Hoje o Papa encerra seu ciclo à frente da igreja romana, e deverá realizar sua última aparição em público por volta das 12h45, no horário de Brasília. De acordo com informações do Estadão, às 20h00, o ciclo de Bento XVI como líder da Igreja Católica chega ao fim, num prazo determinado por ele mesmo.
Ontem, 27 de fevereiro, Bento XVI afirmou numa audiência geral realizada na Praça São Pedro, no Vaticano, que nos sete anos e dez meses que esteve à frente da Igreja Católica, momentos de alegria e também de turbulência testaram a capacidade da denominação de superar desafios, e fez uma analogia com a passagem bíblica em que os discípulos de Jesus enfrentaram uma tempestade, quando o Mestre parecida dormir.
“Foi um trecho do caminho da Igreja que teve instantes de alegria e de luz, mas também momentos difíceis. Me senti como São Pedro e os apóstolos no barco no Mar da Galileia. O Senhor nos deu muitos dias de sol e brisa leve, em que a pesca foi abundante. E momentos em que as águas estiveram agitadas e o vento contrário, como em toda a história da Igreja, em que o Senhor parecia dormir. Mas eu sempre soube que naquele barco estava o Senhor e que o barco não era meu, nem de vocês, mas Dele, que não o deixa naufragar. É Ele que o conduz, certamente através também dos homens que escolhe, porque os quer. Esta foi e é uma certeza que nada pode ofuscar”, disse.
O Papa afirmou ainda que sentia suas forças diminuírem, e a pediu a Deus que o orientasse na melhor escolha a ser feita: “Fiz este passo na plena consciência de sua gravidade e da novidade, mas profundamente tranquilo no espírito. Amar a Igreja significa também ter a coragem de tomar decisões difíceis, tendo sempre em vista o bem da Igreja e não de si próprio”, ressaltou.
Um trecho do discurso de Bento XVI foi em português, e nessa fala, ele disse que quando foi escolhido como pontífice, entregou seus caminhos à frente da Igreja Católica a Deus: “É um peso grande que colocais aos meus ombros! Mas, se mo pedis, confiado na vossa palavra, lançarei as redes, seguro de que me guiareis”, revelou.
Afirmando que não pretende retornar à sua vida privada, mas sim, seguir em reclusão com meditações e orações, Bento XVI reforçou que pretende continuar atuando como Papa no sentido pessoal: “Minha decisão não implica no retorno à vida privada. Não terei mais viagens, audiências, conferências, etc; mas não abandonarei a cruz, continuarei junto ao senhor crucificado, de um modo novo. No ofício da oração, permanecerei no ‘espaço’ de São Pedro. São Bento, cujo nome adotei como Papa, será um grande exemplo para mim. Ele mostrou o caminho para uma vida que, ativa ou passiva, pertence totalmente à obra de Deus”.

Alguns evangélicos são manipulados como bonecos e o culto se tornou teatro, diz pastor Ciro Zibordi. Leia na íntegra

Alguns evangélicos são manipulados como bonecos e o culto se tornou teatro, diz pastor Ciro Zibordi. Leia na íntegra
O pastor Ciro Zibordi publicou um artigo em que aborda, de forma indireta, a qualidade do culto nas igrejas evangélicas. Sob a perspectiva dos frequentadores, Zibordi afirma que muitos são manipulados, e elenca em categorias os tipos de manipulação e o perfil das pessoas para cada categoria de manipulador.
Segundo o pastor assembleiano, que é conhecido por sua rigidez doutrinária, a pregação da palavra de Deus nas igrejas está “cada vez mais interativa e pouco expositiva”, e se parece com um espetáculo de manipulação.
“O comportamento dos pregadores e a reação do público se parecem muito com o teatro de bonecos. O manipulador, nessa modalidade teatral, é aquele que dá vida e expressão aos bonecos nos seus mais variados formatos. Nos grandes congressos evangélicos, a diferença é que o manipulador é chamado de pregador, e o objeto de sua manipulação são multidões incautas”, alerta Zibordi.
Em seu texto, Ciro Zibordi elenca quatro categorias de fiéis manipulados: crente marionete, crente fantoche, crente mamulengo e crente jôruri. Com uma breve explicação sobre o funcionamento dos bonecos de cada uma dessas categorias, Zibordi afirma que “na falta de exposição da Palavra de Deus, sobram as representações teatrais. E aumenta cada vez mais o número de manipuladores e manipulados nesse grande circo, ops!, grande teatro que se tornou o culto ‘evangélico’ nesses tempos pós-modernos”.
O “crente marionete”, de acordo com o pastor, é aquele que responde a estímulos como “clichês e frases de efeito”, como “’Quem nasceu para vencer levante a mão’, ‘Aperte a mão do seu irmão até que ele diga aleluia’, ‘Tire o pé do chããão’, etc”.
Já o “crente fantoche” costumam ser levados pela moda, segundo Zibordi: “Esses crentes não têm firmeza e vivem atrás de movimentos. Quando ficam diante de um manipulador, comportam-se como se estivessem hipnotizados e obedecem a todas as suas ordens”.
A crítica ao “crente mamulengo” passa por uma questão de conteúdo das músicas gospel no meio pentecostal, e suas pregações também. O pastor Ciro Zibordi afirma que esses fiéis vivem “ignorando o evangelho cristocêntrico, valorizam as pregações e as canções revanchistas, ridicularizadoras, zombeteiras, pelas quais se tripudia dos inimigos, que não são as hostes do mal, o mundo ou a carne. Os seus inimigos são os seus vizinhos, patrões, colegas de trabalho e irmãos que os viram na prova e os não ajudaram, e agora são hostilizados ‘entre a plateia’ por aqueles que estão no palco”.
Zibordi ironiza um pouco mais na sua definição do “crente jôruri”, uma espécie de boneco de teatro japonês, que exige habilidade e pelo menos três pessoas para manipulá-lo.
“O crente jôruri geralmente é classe média alta e catedrático. Não é fácil manipulá-lo. Clichês de autoajuda como “Ouse sonhar” não funcionam com ele. Ele é muito racional e submete tudo ao teste da lógica. Para convencê-lo, é preciso um manipulador-mestre [...]Um dos mais famosos manipuladores de crente jôruri da atualidade tem nome e sobrenome estrangeiros e é conhecido como o homem mais sábio do mundo. Não há rico e intelectual que resista aos seus argumentos! Dizem que ele, quando usa a “sua sabedoria” e conta com a ajuda de seus assessores (bispos e apóstolos brasileiros), consegue arrecadar dinheiro até para comprar jatinhos!”, lamenta o pastor.
Confira abaixo, a íntegra do artigo “Você é um crente manipulado por animadores de auditório?”, do pastor Ciro Zibordi:
Na pregação hodierna — cada vez mais interativa e pouco expositiva —, o comportamento dos pregadores e a reação do público se parecem muito com o teatro de bonecos. O manipulador, nessa modalidade teatral, é aquele que dá vida e expressão aos bonecos nos seus mais variados formatos. Nos grandes congressos evangélicos, a diferença é que o manipulador é chamado de pregador, e o objeto de sua manipulação são multidões incautas.
Conheçamos alguns tipos de crentes que se deixam manipular:
CRENTE MARIONETE. Marionetes são os mais elaborados bonecos entre os vários tipos usados no teatro. Geralmente, são construídos com madeira, com articulações nos pulsos, cotovelos, ombros, cintura, quadris, joelhos e, ocasionalmente, pescoço e tornozelos. Uma marionete padrão é movimentada através de uma série de nove fios que obedece à seguinte distribuição: um para cada braço, um para cada perna, dois para a cabeça, um para cada ombro e um para as costas. Os fios de sustentação da marionete são ligados a um controle central de madeira em forma de cruz que é movimentado por uma única mão do manipulador.
Os pregadores manipuladores também têm os seus “fios”, isto é, os seus clichês, as suas frases de efeito, para mecanizar o culto e manipular o povo, afastando-o da Palavra de Deus e do Deus da Palavra: “Quem nasceu para vencer levante a mão”, “Aperte a mão do seu irmão até que ele diga ‘aleluia’”, “Tire o pé do chããão”, etc. Mas veja que curioso! Na manipulação de marionetes há uma cruz na mão do manipulador! E, na pregação moderna, não existe mais cruz! Além disso, o pregador não está mais na mão do Senhor, o Controlador de todas as coisas!
CRENTE FANTOCHE. A montagem do fantoche é feita numa luva, calçada na mão do manipulador, que dá movimento ao boneco. Ele tem tamanho e gestos limitados às dimensões e possibilidades gestuais do operador. A sua construção é relativamente simples: cabeça e mãos são feitas geralmente de material resistente, como madeira, unidas entre si por uma roupa folgada de tecido aberta atrás, por onde é introduzida a mão do manipulador.
Pregadores manipuladores costumam ter facilidade para enganar crentes fantoches, que costumam ser “cabeça dura”, por não frequentarem a Escola Bíblica Dominical e os cultos ensino da Palavra, além de fazerem “corpo mole” para a obra de Deus. Esses crentes não têm firmeza e vivem atrás de movimentos. Quando ficam diante de um manipulador, comportam-se como se estivessem hipnotizados e obedecem a todas as suas ordens…
Certos milagreiros, à semelhança dos manipuladores de fantoches, que introduzem a mão no interior do boneco, têm conseguido tocar na alma de crentes desavisados, fazendo-os ter sentimentos nunca antes experimentados! Alguns, ao ouvirem esses “pregadores”, caem ao chão anestesiados, riem sem parar, rugem, latem, unem as mãos e não conseguem mais separá-las, etc. E assim caminha o teatro, ops!, o culto “evangélico”, sem pregação expositiva da Palavra de Deus e muita hipnose, considerada hoje uma grande manifestação do Espírito!
CRENTE MAMULENGO. Mamulengo é uma corruptela de “mão molenga” e alude a um tipo de boneco comum nos teatros do Nordeste do Brasil. O manipulador — ou mamulengueiro — emprega um tom bastante crítico nos diálogos e improvisa bastante, ao fazer piadas de humor pesado, que ridicularizam fatos ou pessoas da comunidade.
Não é difícil de identificar os mamulengueiros e os mamulengos no meio “evangélico”. Ambos, ignorando o evangelho cristocêntrico, valorizam as pregações e as canções revanchistas, ridicularizadoras, zombeteiras, pelas quais se tripudia dos inimigos, que não são as hostes do mal, o mundo ou a carne. Os seus inimigos são os seus vizinhos, patrões, colegas de trabalho e irmãos que os viram na prova e os não ajudaram, e agora são hostilizados “entre a plateia” por aqueles que estão no palco…
CRENTE JÔRURI. Comum nos teatros de bonecos do Japão, o jôruri adquiriu grande requinte a partir do século XVIII, com movimento de olhos e articulação dos dedos. Mas a sua movimentação não é fácil. São necessários três manipuladores: o mestre, vestido com traje cerimonial, responsável pela cabeça e o braço direito, e dois manipuladores assistentes, vestidos de preto e com um capuz cobrindo o rosto.
O crente jôruri geralmente é classe média alta e catedrático. Não é fácil manipulá-lo. Clichês de autoajuda como “Ouse sonhar” não funcionam com ele. Ele é muito racional e submete tudo ao teste da lógica. Para convencê-lo, é preciso um manipulador-mestre — capaz de mexer com a sua cabeça e com a sua mão direita, induzindo-o a colocá-la no bolso!
Um dos mais famosos manipuladores de crente jôruri da atualidade tem nome e sobrenome estrangeiros e é conhecido como o homem mais sábio do mundo. Não há rico e intelectual que resista aos seus argumentos! Dizem que ele, quando usa a “sua sabedoria” e conta com a ajuda de seus assessores (bispos e apóstolos brasileiros), consegue arrecadar dinheiro até para comprar jatinhos!
Fazer o quê? Na falta de exposição da Palavra de Deus, sobram as representações teatrais. E aumenta cada vez mais o número de manipuladores e manipulados nesse grande circo, ops!, grande teatro que se tornou o culto “evangélico” nesses tempos pós-modernos.

Falta menos de um mês para Jesus voltar e o mundo acabar, segundo evangelista brasileiro

Falta menos de um mês para Jesus voltar e o mundo acabar, segundo evangelista brasileiro
Apesar das inúmeras tentativas frustradas de diversos estudiosos e líderes religiosos de prever o dia do arrebatamento ou até mesmo do fim do mundo, ainda há quem acredite ser possível determinar a data dos acontecimentos previstos na Bíblia Sagrada.
Um blogueiro chamado Daniel e que se identifica como mensageiro, publicou no site Aprisco Cristão um extenso artigo com referências bíblicas e metodologias de cálculos em que aponta os dias 20 e 21 de março de 2013 como a data provável do arrebatamento.
O texto, publicado em 08 de junho de 2012 é precedido por outros dois artigos que introduzem ao estudo do blogueiro, e que reforçariam seus argumentos.
O blogueiro Daniel diz que há “legitimidade” na busca pela descoberta da data dos eventos mencionados, e que por isso, tem motivado os estudos junto aos que acompanham seu trabalho.
Em seu extenso artigo, Daniel diz que há dados que foram usados a partir de conclusões suas, e que as informações que ele publica, embora atraiam questionamentos, são fruto de estudos: “Em sinceridade busco a verdade e aqui a exponho para que seja posta a prova, e tenho meus pés totalmente confortáveis com os sapatos que Cristo me deu, e demonstro isso com pensamentos e atitudes e não com ‘achismos’, e assim durante todos os minutos de minha vida”.
Listando uma série de passagens bíblicas do Velho e do Novo Testamento, o blogueiro constrói sua previsão através de uma série de interpretações dos textos bíblicos e aponta a data provável para a volta de Cristo de forma direta: “20/21 de março de 2013: dia do arrebatamento [...] Aguardemos a chegada do dia 20/21 de março de 2013, dia que todo verdadeiro crente em Jesus Cristo espera e anseia chegar. Que incrível poder presenciar este dia… que Glória seria! Estejamos todos prontos”, anuncia Daniel.
De forma bastante efusiva, o blogueiro ainda ressalta que a seu ver, seus argumentos são sólidos: “Creio que com esse estudo mantenho a coerência de considerar que tudo o que escrevi neste espaço continua sendo totalmente relevante e importante para termos chegado até as conclusões deste texto. A busca é incessante. Cristão não desiste do que acredita, e eu acredito que tudo o que estou apresentando tem fundamento na Bíblia conforme apresento”.
Os artigos de Daniel chegaram ao pastor Renato Vargens, que também é blogueiro e publicou um artigo questionando as previsões feitas no Aprisco Cristão.
“Parece que determinar a data exata da volta de Cristo virou moda [...]Recebi um email de uma pessoa intitulada Rei dos reis, me convidando para conhecer a sua página na internet. Para minha surpresa, ao adentrar aos domínios do monarca, descobri que o dito cujo tinha marcado a volta de Cristo para o dia 21 de março de 2013”, conta Vargens, que diz ser a Bíblia, a única forma de refutar tais argumentos: “Diante de tanta ‘viagem’ sou obrigado a confessar que as vezes dá um desânimo! Todavia  a melhor forma de responder  a estes rompantes de loucura  é trazer a memória dos incautos, os textos bíblicos que tratam da volta de Cristo”.
Renato Vargens expõe em seu texto recomendações para que a busca pela descoberta da data exata do arrebatamento não seja feita: “Certa feita os discípulos interrogaram ao Senhor em particular: ‘Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo?’. O Senhor Jesus, após fazer uma explanação profética acerca dos eventos que iriam suceder no fim, concluiu: ‘Porém daquele Dia e hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus, nem o Filho, mas unicamente meu Pai’ (Mateus 24.4-36). De igual modo aqueles que presenciaram a ascensão de Jesus interrogaram-no dizendo: ‘Senhor, restaurarás tu neste tempo o reino a Israel?’, mas Jesus lhes respondeu: ‘Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder’ (Atos 1.6-7)”.
Classificando as tentativas de descoberta como sensacionalismo, Vargens encerra o assunto: “Não se deixe enredar pelos ensinamentos dos falsos profetas que vivem às expensas das suas profecias sensacionalistas. Antes pelo contrário, olhe para a Bíblia e esteja preparado para a volta de Cristo ou para quando Ele o chamar”.